War Thunder background
Realismo e Equilíbrio dos Carros de Combate Modernos
Atenção! Formato de notícias desatualizado. O conteúdo pode não ser exibido corretamente.

Quando começámos a trabalhar em carros de combate modernos, apercebemos-nos que ia ser um grande desafio tanto em termos de criação dos modelos 3D, tanto ao torna-los autênticos, pois a maior parte destes dados ainda estão classificados.

No entanto, no espírito do nosso projeto, usamos todos os recursos e informações disponíveis para criar estes veículos, fazendo os maiores esforços para os criar o mais próximo da realidade quanto possível. Para além disso, esta abordagem permite recriar funcionalidades especiais, dando-lhes uma experiência única.

Vários carros de combate foram adicionados como parte da atualização 1.77, e as opiniões sobre todos eles podem variar conforme a fonte, pelo que queremos esclarecer a nossa posição neste tópico. Nós também vamos enfatizar as possíveis diferenças entre as versões de teste e as versões de lançamento.

Т-64B

Em termos de equilíbrio de jogo e considerando todas as suas características, o T-64B é um carro de combate bem protegido contra munições APCR na secção frontal (isto é possível graças ao seu baixo perfil e pouco espaço interior), equipado com poderoso armamento, embora tenha uma dinâmica inferior à dos restantes lideres.

Mas dada a pequena dimensão da tripulação e compartimento de combate, se a blindagem for penetrada, o tanque tem uma capacidade de sobrevivência muito baixa quando comparado com os pares ocidentais, e a sua velocidade para trás de apenas 4 kmh significa que não pode escapar nas piores circunstâncias. Estas características técnicas são marcadas pela própria abordagem da URSS: a velocidade marcha atrás/ré não era considerada característica de batalha, era apenas usada para caracterizar veículos blindados de transporte de pessoal.

A munição disponível para pesquisa no jogo é a 3BM22, produzida em série em 1975–76. Esta munição tem uma penetração elevada em impacto normal, mas a penetração ângulada não é tão boa quanto munições monobloco como as L23 ou M774, e não era a mais potente munição quando o carro de combate foi introduzido em 1984.

Na primeira versão do servidor de desenvolvimento, a resistência da parte frontal da torre do T-64B a munições APCR e HEAT era demonstrada pelo recalculo da construção da parte frontal com base em dados da proteção equivalente do T-64A. No entanto, estes valores não são finais e serão alterados ligeiramente. Os valores de blindagem estão mostrados nos screenshots. Esta proteção equivalente contra munições APCR é alcançada quando as munições de tipo L23/L23A1/M774 são usadas, e os valores podem ser superiores quando as munições 3BM22 são usadas – mais próximo dos primeiros valores mostrados.

M1 Abrams

O M1 é um carro de combate com reputação quase lendárias. Este blindado foi um herói em várias guerras, virtualmente impenetrável e indestrutível - é desta forma que o M1 é mostrado na TV e literatura popular. Mas a realidade é muito mais complicada e intrigante. Todas as séries de blindados - tal como os aviões e navios - são uma coleção de soluções técnicas que os engenheiros tiveram de criar sob condicionantes ao nível da massa, dimensão e preço.

O M1 ganhou a sua reputação no mundo real no decurso de múltiplas modificações e milhares de melhoramentos pequenos, mas o original provém dos anos 80. Proteção ultrapassada contra munições APCR (destinada a enfrentar canhões soviéticos de 115 mm quando já usavam de 125 mm), visibilidade longe da perfeição na posição do comandante (mira de metralhadora 3x sem estabilizador, visor de artilheiro x1), problemas com a realidade da ação dos painéis, e muito mais - isto foi o primeiro veículo da série, para não falar dos problemas de projeto. Mas o princípio do M1 já estava bem estabelecido: proteção máxima da tripulação. Nós implementámos este princípio no jogo. Source.

Isto, juntamente com a sua fantástica mobilidade, excelente velocidade para trás, torre e arma rápidas, isto é o M1 no jogo. Este é consequentemente o único carro de combate que não pode ser destruído por combustão das munições. Para além disso, a cadência de tiro elevada excede a do T-64B em um terço, quando usando o compartimento de munições primário).

This is currently the only tank in the game that will not be destroyed if its munitions combust. In addition, the tank has a superior firing speed, exceeding the Soviet T-64B by a third (when using a first-order ammo rack of 22 shells).

Ao abordar a blindagem do M1, os nossos consultores enviaram pedidos a vários arquivos, National Archives, NARA, e recebeu vários dossie em resposta. Um dos nossos jogadores, Fu_Manchu, também foi de grande ajuda. Ele deu uma ajuda enorme. Ele ajudou-nos regularmente com bug reports com documentos como prova. Fonte.

Os engenheiros britânicos notaram que o XM-1 estava protegido contra munições APCRs, igual a 320–340 mm, e era capaz de aguentar um tiro de uma munição de 115 mm APFSDS a 800–1200 metros, e também estava protegido contra cluster warheads de 127 mm. Os britânicos consideraram a proteção APCR demasiado baixa, e de acordo com as suas estimativas, o blidnado devia ser capaz de aguentar munições APCR de 125 mm a todas as distâncias de combate plausíveis. Fonte.

No entanto, devido à carência de informação acerca de tipos de munição específicos usados em teste no M1, e considerando outras fontes (nomeadamente o conhecido relatório semi-público da CIA), mais os correntes parâmetros das munições de 115 mm e 125 mm, decidimos manter a proteção baixa para o M1. Isto significa proteção contra tiros de 115 mm a ±25º na frente, e também 125 mm de munições APCR, igual a 380 mm. Em termos de proteção contra munições HEAT, chega aos 600–650 mm – este valor corresponde à proteção contra cargas explosivas de munição HEAT de 127 mm usadas em teste. Tudo isto protege o blindado contra a maior parte das ameaças nos campos de batalha, mas isso é apenas a blindagem.

M1 Abrams's hull
Casco do M1 Abrams
M1 Abrams turret
Torre do M1 Abrams

Claro que nós vamos continuar atentos a mais informação, e se tivermos alguma, faremos os ajustes em várias áreas.

Challenger

Este carro de combate foi criado com base no Shir-2, desenhado com base na experiência ganha no projeto do MBT 80. Então quando estávamos a aceder à blindagem, usámos como ponto de partida o MBT 80 devido à sua semelhança. Fonte.

Challenger's hull
Casco do Challenger
Challenger turret
Torre do Challenger

A proteção contra projécteis APCR está especificada tomando em cosnideração o uso de munições 3BM22. Para munições com núcleo monobloco (M774, L23A1), os parâmetros de blindagem pode ser ligeiramente menores que o indicado.

Como resultado, no jogo temos um blindado forte com a capacidade de executar a defesa enquanto tem a placa inferior protegida, dinâmica tão boa quanto aa do T-64B, excelente velocidade marcha atrás/ré e a melhor proteção contra munições HEAT do jogo.

Dito isto, podemos concluir que todos os carros de combate de topo foram realizados para as vantagens de interesse. Nós não mencionámos outros blindados da atualização 1.77 pois os dados referente a eles são mais diretos e de acessibilidade acrescida. Nós não vamos olhar sobre o AMX-30B2 Brenus nem o Leopard 2K, pois já respondemos a questões referentes a eles no tópico que recentemente publicámos. Os veículos capazes de se debater com os nossos heróis serão discutidos no futuro quando introduzirmos estes. Nós vamos mostrar dados que usámos como base para a criação destas máquinas.


DevBlogs anteriores:


A Equipe War Thunder

Ler mais:
Veículo do Battle Pass Sholef V.1
Veículo do Battle Pass: PBM-5A Mariner
Seek & Destroy: Melhorias e Refinamentos
  • 14 junho 2024
Vextra 105: Suporte de Fogo!
  • 13 junho 2024