War Thunder background
Type 61
Atenção! Esta notícia foi publicada na versão antiga da página. Pode haver problemas com a mostragem da mesma em certas versões do navegador.

Após a derrota na Segunda Guerra, as Forças de Auto-Defesa Japonesas usaram tanques norte americanos que não se adequavam á realidade japonesa. Nos anos 50, os projetistas japoneses reiniciaram o desenvolvimento dos seus próprios tanques. Apresentamos o Type 61 – O primeiro tanque japonês do pós-guerra aceite ao serviço.​


Após a Segunda Guerra, o Japão estava proibido de ter suas próprias forças armadas. Embora a administração norte americana inicialmente planeasse a desmilitarização total, o começo da Guerra da Coreia forçou-os a repensar a decisão. Em 1954, as Forças de Auto-Defesa do Japão foram formadas e armadas com tanques M4 Sherman e M24 Chaffee, seguidos do M41 Walker Bulldog. Estes veículos não se adequavam aos japoneses devido às severas limitações das pontes e túneis espalhados pelo Japão. Para além disso, os tanqueiros japoneses eram normalmente mais pequenos que os pares norte americanos, pelo que os assentos eram desconfortáveis.



Nos anos 50, os norte americanos providenciaram o Japão com tanques M47 Patton, no qual foram avaliados apenas em testes. O novo tanque não era de todo adequado aos japoneses pois era demasiado pesado para o terreno japonês. Por essa razão, foi tomada a decisão de desenvolver um tanque semelhante mas mais pequeno e produzir um canhão japonês de 90 mm influenciado pelo equivalente norte americano. Vários protótipos diferentes em vários detalhes foram construídos para testes. O primeiro foi o ST-A1 com baixo perfil (e altura máxima de 2,2 metros). Outras variantes foram desenvolvidas baseadas no ST-A1 com maiores e menores cascos, com designações ST-A2, ST-A3 e ST-A4. Eles diferiam no desenho das torres e cúpulas do comandante. Após testes bem sucedidos, a variante ST-A4 foi aceite ao serviço sob a designação de Type 61.


Wallpaper: 1280x1024 | 1920x1080 | 2560x1440


Muito em breve, o Type 61 irá chegar ao jogo e certamente irá maravilhar os jogadores com a aparência pouco usual. Após a segunda guerra, quase todos os projetistas de tanques colocaram os motores e transmissão próximos. Há algumas variantes a isto, com ambos colocados atrás (T-62, Centurion) ou na frente (AMX 13). No entanto, no caso do Type 61, os japoneses continuaram a tradição da segunda guerra de colocar a transmissão na frente, mas com um motor arrefecido a ar na traseira. Esta foi uma boa decisão do ponto de vista de um jogo, pois caso a blindagem frontal seja perfurada, a transmissão pode absorver alguns estilhaços.



Os desenhistas japoneses esforçaram-se a tornar o tanque mais leve, pelo que sacrificaram alguma blindagem. O Type 61 podia aguentar apena tiros de metralhadora pesadas e autocanhões de 20 mm apenas na frente. No entanto, a massa é de apenas 35 toneladas face às 46 do M47 Patton II. O motor de 600 cavalos providencia uma mobilidade respeitável ao tanque. O rácio potência/massa excede as 17 cavalos por tonelada. A única limitação do Type 61 é a velocidade máxima (em comparação com outros tanques médios) de 55 km/h em estrada e 45km/h em terreno.



O trunfo do Type 61 está na versão japonesa do canhão de 90 mm. A decente cadência de tiro e ângulos verticais tornam-no excelente para terrenos irregulares, e sua poderosa munição pode destruir qualquer oponente. As metralhadora de calibre 12.7 no topo da torre pode ser útil para disparar contra veículos leves.

Se você gostou do Patton, então você vai adorar o Type 61 com sua mobilidade e canhão!


A Equipe Thunder!

Devblogs anteriores:

Ler mais:
Inferno Cannon: PLZ83-130
  • 24 abril 2024
Veículos do Battle Pass: Kungstiger
Battle Pass: P-51C-11-NT Mustang (China)
Battle Pass: USS Flagstaff
  • 17 abril 2024

Comentários (0)

A notícia já não está disponível para comentar