3 dezembro 2019

B17A

Hoje mostramos o primeiro bombardeiro sueco produzido em massa que chegará em breve com a atualização 1.95: o B-17A.

B17A, bombardeiro leve, Suécia, Nível II

Prós

  • Boa capacidade de bombas

Contras

  • Armamento frontal fraco
image
image
História

À medida que rearmava sua força aérea no final dos anos 30, a Suécia decidiu adquirir seus próprios bombardeiros batedores de elevada velocidade para desempenhar funções táticas no campo de batalha e apoiar as forças terrestres. A designação dos aviões foi dada pelos ASJA, cujos engenheiros desenvolveram um projeto de um avião monomotor bastante avançado tecnologicamente para o estado da industria sueca. 

De forma a implementar o projeto, eles conseguiram recrutar uma equipe de construtores de aviões experiente da empresa norte americana Northrop. Primeiro, o avião foi desenhado para bater terreno e era suposto estar equipado com motores R-1830-SC3-G Twin Wasp do construtor de motores norte americano Pratt & Whitney. No entanto, a moratória americana que proibia vendas de tecnologia potenciais inimigos, a fusão entre a ASJA e SAAB, e os prazos de reorganização da força aérea levaram a ajustes ao projeto.

Primeiro, o avião foi rapidamente alterado de batedor para bombardeiro, pelo que foi adicionado um compartimento de bombas e o trem tinha de funcionar de alguma forma como freio aéreo para quando estivesse em mergulho. Segundo, problemas na entrega de um lote de motores norte americanos tornou necessário equipar as primeiras vesões com cópias menos potentes dos motores britânicos Bristol Pegasus XXIV. Uma versão do avião com os motores norte americanos foi eventualmente construída sob a designação A, após a designação B17B de produção com motores britânicos. Um total de 300 SAAB B17 foram construídos em várias modificações, incluindo uma com flutuadores e até mesmo skis para o inverno. Estes aviões foram usados pela Suécia até ao final dos anos 40, e alguns bombardeiros foram exortados, por exemplo, para a Etiópia, que os usou até ao final dos anos 60.

Há duas versões dos SAAB B17 no War Thunder. A versão B17B será adicionada ao nível I da árvore sueca. Possui um motor menos poderoso e tem um compartimento para uma bomba de 250 kg que é lançada já em posição de ataque.

O bombardeiro pode lançar sua bombas tanto em voo nivelado como em mergulho com o trem para ajudar a mirar - as coberturas do trem atuam com freios aéreos, embora não sejam tão eficazes. A versão B17A do nível II possui uma cópia sueca do motor norte americano Pratt & Whitney Twin Wasp com até 1065 cavalos e opção de carregar uma bomba de 500 kg, mas pode apenas lança-la em mergulho.

No War Thunder, ambos os aviões são decentes para bombardeiros de nível baixo e possuem uma boa capacidade. Os pilotos do War Thunder poderão escolher entre as várias opções: 9х50 kg, 1х250 kg, 1х250 kg + 4х50 kg, e 1х500 kg no caso do B17A. O avião tem uma velocidade decente, 400 km/h no caso do B17A. As desvantagens incluem o fraco armamento frontal e defensivo; um par de metralhadoras de 8 mm nas asas e uma com ângulos limitados na canóplia.

O SAAB B17A vai estar nos hangares da aviação sueca quando a atualização 1.95 for lançada.

Nós lembramos que os jogadores com pacotes de acesso antecipado terão acesso à árvore sueca logo desde o lançamento da atualização 1.95.


Devblogs anteriores

Arquivos de cookies

Esta página utiliza cookies. Ao continuar a aceder esta página, você concorda com a utilização de cookies.