War Thunder background
De Havilland Hornet
Atenção! Esta notícia foi publicada na versão antiga da página. Pode haver problemas com a mostragem da mesma em certas versões do navegador.


Desenvolvido no inicio dos anos 40 e servindo como caça de longo alcance no Pacífico, o de Havilland Hornet não foi apenas um dos mais rápidos caças pesados bimotor jamais construídos, mas também o último avião do seu tipo a servir na RAF, mesmo antes dos jatos ocuparem o seu lugar. Conheça o novo Hornet F.3 na atualização do War Thunder 1.71!

History:

Em novembro de 1942, um ano após o Mosquito começar a sair das linhas de montagem, a empresa de Havilland começou a trabalhar num novo caça bimotor para operações a longas distâncias no Pacífico. O novo avião, designado D.H.103, foi desenhado em volta to conceito de aproveitar o máximo da vantagem do motor Rolls-Royce Merlin, e começou como um projeto privado de de Havilland. Embora a fuselagem fosse semelhante  à do Mosquito, era mais pequena e mais em linha. Para poupar recursos, os desenhistas de de Havilland optaram por explorar técnicas de construção em madeira que aplicaram no Mosquito, pelo que o novo avião também era construído em madeira compensada. No final de 1942, uma maquete estava pronta para inspeção pelos oficiais do Ministério Britânico da Produção da Aviação. Embora impressionados pelo desenho, a construção do avião não garantiu imediatamente compromissos do ministério devido a outros projetos da guerra. No entanto, durante vários meses nos meados de 1943, o D.H. 103  receberam a aprovação da construção e subsequente alteração do nome para Hornet.

Cerca de um ano após a construção do Hornet ser aprovada, o avião decolou pela primeira vez a 28 de julho de 1944, alcançando uma velocidade recorde de 780 km/h em voo nivelado. No final do ano, a produção em série estava pronta, com a RAF a colocar uma ordem de 60 aeronaves. Embora a primeira série de produção estivesse atribuída ao 64th Squadron da RAF, os aviões não chegaram à unidade a tempo de participarem na guerra. No entanto, as últimas versões do Hornet participaram na Emergência Malaia, onde foram empregues principalmente em ataque ao solo. O Hornet serviu na RAF durante cerca de uma década até ser retirado em 1956. Um total de 380 Hornets (incluindo versões para porta-aviões) foram construídos no período 1945 - 1950.



No War Thunder, o esperado Hornet F.3 vai oferecer aos fãs da aviação britânica um verdadeiro demónio nos níveis elevados da aviação. Embora o Hornet F.3 vai continuar a linha de caças pesados britânicos, também vai oferecer uma alteração no estilo de jogo quando comparado com os modelos anteriores. Enquanto os Mosquitos e Brigand se focam no ataque ao solo, com uma vasta gama de armamento secundário, o Hornet é mais adequado aos pilotos que preferem intensos combates a velocidades estonteantes. Falando de velocidades estonteantes - dois motores Rolls-Royce Merlin são capazes de acelerar o Hornet até uma velocidade de 760 km/h a elevadas altitudes, tornando-o um dos mais rápidos caças pesados no jogo. Embora o Hornet não tenha problema a chegar a elevadas altitudes, o combate a baixas não vai deixar os pilotos dos Hornet sofrer. A fuselagem leve de madeira compensada e desenho em linha dá ao Hornet características de manejo suberbas, similares à do Mosquito, permitindo virar com outros caças.



Armado com quatro canhões de 20 mm, o Hornet é capaz de desfazer rapidamente qualquer inimigo graças aos conhecidos canhões Hispano Mk. V. No entanto, os Hispano não são apenas bons contra aviões, mas também contra alvos terrestres ligeiros. Em batalhas combinadas, o Hornet pode apoiar as tropas aliadas, providenciando uma interdição aérea eficaz com uma vasta gama de armamentos disponíveis, desde bombas a rockets.

O Hornet F.3 recebeu luz verde para entrar na Royal Air Force já na próxima atualização do War Thunder 1.71.

Encontramos-nos em breve!


Devblogs anteriores:


A Equipe War Thunder

Ler mais:
Espada da Justiça: Jaguar IS
Pré-reserva: Centauro RGO e Strv 121B Christian II
Teste da nova mecânica de Dano Severo
Roadmap do War Thunder da Primavera até Verão 2024
  • 30 janeiro 2024

Comentários (3)

A notícia já não está disponível para comentar