War Thunder background
Operação "Chastise"
Atenção! Esta notícia foi publicada na versão antiga da página. Pode haver problemas com a mostragem da mesma em certas versões do navegador.

1900x1080 | 1080x1024


Do dia 15 às 16:00 h até ao dia 18 às 08:00 h [Lisboa]

Do dia 15 às 12:00 h até ao dia 18 às 04:00 h [Brasília]

Participe na [Batalhas realistas] Operation “Chastise”, junte-se ao ataque com um bombardeiro britânico ou um piloto de caças de escolta, ou suba aos céus como um defensor germânico e lute contra todas as adversidades.


A 5 de março de 1943, a Batalha da Ruhr começou; a campanha de bombardeamento estratégico que decorreu durante a Segunda Guerra Mundial. Esta campanha foi planeada como um assalto à zona industrial alemã de ruhr, onde ambas as forças britânicas e norte americanas participaram. A área era considerada de elevada importância, devido às suas fundições, centrais a coque, e fábricas de petróleo sintético. Nesta campanha, vinte e seis grandes alvos ofensivos foram bombardeados, incluindo as fábricas de armamento Frupp em Essen, e a nordeste, as fábricas de petróleo sintético em Gelsenkirchen, e a fábrica da Rheinmetall-Borsig em Düsseldorf. Foi nesta campanha que aconteceu o famoso ‘Dambusters raid’, a.k.a. “Operation Chastise” que decorreu a 17 de maio de 1943.

Para os britânicos, os bombardeiros médios bimotores Vickers Wellington, e os bombardeiros pesados quadrimotores Avro Lancaster tomaram parte na ofensiva, assim como os Short Stirling e os Handley Page Halifax.

Os raides britânicos decorreram durante a noite, pois os raides diurnos eram considerados serem de demasiada perigosidade devidas às grandes baixas. O RAF Bomber Command estava usando esquadrões de batedores e usou a tática de bomber stream, ou fluxo de bombardeamento. O grupo batedor era na sua maioria composto por Mosquitos do 109 Squadron

Apesar da cobertura das nuvens e da poluição gerada pela industria, a navegação eletrónica conhecida como ‘’Oboe’’, que usava tecnologia de rádio transponder, permitiu aos batedores marcar os alvos com sinalizadores durante as horas da noite.

Os bomberdeiros poderiam voar sobre as áreas alvo delineadas via marcadores de rádio, e largar suas bombas. O fluxo de bombardeamento concentrava a força numa pequena e apertada linha, que era tão eficaz que saturou as defesas de caças no ar assim como as tentativas de o anular a partir do solo.

Ao contrário dos britânicos, a USAAF, com os bombardeiros B-17 Flying Fortress e os B-24 Liberator disponíveis, conduziram raides durante as horas do dia. As asas em massa e coesas de bombardeiros davam uma boa cobertura, permitindo abrir fogo contra os caças inimigos de forma eficaz. Com os raides de bombardeamento de ambas as forças britânicas e norte americanas, durante dia e noite, havia pouco tempo para recuperar efetivamente. Adicionalmente a isto, as forças da USAAF e do Reino Unido continuaram a aumentar durante 1943. A maioria dos bombardeamentos que ocorreram foram feitos pela RAF.

Apesar dos seus raides continuados sobre a área, as defesas germânicas continuaram a lutar contra o seu inimigo, protegendo os seus recursos. A cobertura antiaérea era tão feroz que os britânicos apelidaram de Ruhr de “The valley of no return!”, ou ‘’Vale sem retorno’’. A campanha desfez sériamente a produção alemã e levou a grandes faltas de aço e armamento, que ajudou o final da guerra a chegar mais cedo.


A equipe War Thunder

Ler mais:
Ganhe o Jaguar IS no evento Sword of Justice!
Thunder CUP 2024 e prémios exclusivos nos Twitch Drops!
Thunder Show: GOTTA GO FAST
Competições Defender of the Fatherland, Decalque & Decoração 3D e veículos por Golden Eagles!