HMS Hood

O HMS Hood foi o único cruzador de batalha da Classe Admiral construído para a Royal Navy e possivelmente um dos mais reconhecidos navios britânicos de sempre. Em breve todo o mundo poderá jogar com esta lenda do topo da armada britânica já na próxima atualização!

Um cruzador de batalha do período entre-guerras respeitado tanto por suas capacidades de combate como desenho elegante.

HMS Hood, Cruzador de batalha, Grã-Bretanha, Nível V

Ativos:

  • Bateria primária poderosa
  • Proteção substancial
  • Velocidade máxima elevada
  • Perfil largo
  • Mediúcre proteção antiaérea
História

Os cruzadores de batalha britânicos da Classe Admiral vêm desde 1915, quando o desenho original de couraçado com características similares à Classe Queen Elizabeth foi convertido em cruzador de batalha com uma velocidade de 30 nós. Em 1916 o projeto foi aprovado e as encomendas foram colocadas aos estaleiros, mas a Batalha de Jutland mostrou omissões nas defesas dos cruzadores de batalha britânicos desencadearam melhorias ao projeto, atrasando-o até Agosto de 1917.

Embora quatro cruzadores de batalha de Classe Admiral foram encomendados e construídos, apenas um foi concluído. Esse navio seria apenas concluído sob o nome de HMS Hood,. O navio foi lançado à água nos estaleiros navais de John Brown & Company shipyard na Escócia em Setembro de 1916. Após ser equipado com todos os sistemas em 1918, o HMS Hood entrou em serviço na Royal Navy em Maio de 1920 e tornou-se o maior navio de guerra da altura.

Ao entrar em serviço o HMS Hood participou em vários exercícios navais no período entre as guerras. Em Novembro de 1923 o navio circunnavegou o globo, visitando países como África do Sul, Índia, Nova Zelândia, Canadá e EUA.

Quando a guerra estalou o HMS Hood estava em operações em redor da Islândia cançando navios alemães. Após a Queda da França o HMS Hood participou na Operation Catapult - a destruição da armada francesa em Mers-el-Kébir em Julho de 1940. No entanto, o mais famoso e último confronto seria da Batalha do Estreito da Dinamarca. Juntamente com o HMS Prince of Wales, o HMS Hood enfrentou o couraçado Bismark e cruzador pesado Prinz Eugen. O navio acabou sofrendo dano letal em um dos paióis pouco tempo depois de iniciar o combate e acabou por explodir e afundar em apenas 3 minutos. Apesar da trágica perda, o HMS Hood reteve seu estatuto lendário e permanece hoje um dos mais conhecidos navios britânicos.

image
image

No War Thunder, o HMS Hood será a nova jóia da árvore britânica. Como se trata do mais avançado cruzador de batalha da Royal Navy, o HMS Hood combina o poder de fogo com mobilidade superiores, tornando-o o mais poderoso da armada britânica na próxima atualização!

O HMS Hood traz consigo a bateria de maior calibre do jogo. Oito canhões de 15’’ (381 mm) divididos em quatro torres duplas, a bateria primária é capaz de devastar mesmo os mais blindados dos couraçados neste momento no jogo. Mais, a bateria secundária consiste em sete canhões multifunções de 4’’ (102 mm) capazes de enfrentar tanto navios a curta distância como aeronaves.

Para além das armas mais pesadas, o navio está equipado com três montagens de oito canhões de 40 mm Pom-pom e quatro metralhadoras quadruplas .50. O HMS Hood tem ainda um último truque na manga no que toca a poder de fogo. Os capitães têm acesso ainda a dois lançadores de torpedos de 21’’ (533 mm), um em cada bordo abaixo do convés principal. Embora estes torpedos sejam questionáveis para combates contra outros couraçados a longa distância, são certamente uma opção viável para combates mais próximos.

Devido a sua dimensão e armamento formidável o HMS Hood recebeu a alcunha The Mighty Hood e acabou simbolizando o Império Britânico.

Como o HMS Hood está desenhado como cruzador de batalha, os construtores britânicos não pouparam na velocidsade. O navio possui duas turbinas a vapor com uma potência de 144 000 cavalos e é capz de alcançar os 31 nós. O resultado é um navio que não necessita de ser empregue como couraçado e pode ser usado de forma gressiva e acompanhar a linha de cruzadores e apoia-los.

A proteção do HMS Hood parece ser substancial à primeira vista. Afinal de contas o navio está coberto com um cinturão de 12’’ (305 mm) de espessura ao longo de várias áreas com componentes vitais. No entanto, se olharmos melhor à distribuição da blindagem, o HMS Hood revela que esse truque apenas cobre uma pequena área ao longo da linha de água, e abaixo disse a blindagem é muito menor, chegando a apenas 3 - 7’’ (76 mm - 177 mm). Por outro lado, as torres do navio permanecem bem protegidas com armadura de 15’’ e 11’’ (381 mm e 279 mm, respetivamente), garantindo proteção contra tiros diretos de outros navios. Por último, a tripulação é composta por 1418 marinheiros e oficiais.

O ‘Mighty Hood’ chega à árvore britânica de todo o mundo com a próxima atualização do War Thunder. Entretanto continue de olho no horizonte para mais notícias!

Ler mais:
Novos jatos premium: Lightning F.53 e Ariete
  • 16 junho 2022
Rewind
  • 14 junho 2022
Helicóptero chinês Z-19E
  • 10 junho 2022
BTR-ZD
  • 9 junho 2022

Arquivos de Cookies

Esta página utiliza cookies. Ao continuar a aceder esta página, você concorda com a utilização de cookies.