Veículo do Battle Pass: A6M6c

Uma das últimas versões do lendário Zero com melhores proteção nos tanques de combustível das asas e WEP!

A6M6c, Caça naval, Japão, Nível III, Premium

Prós

  • Bom armamento
  • WEP mais longo
  • Reforço nos tanques de combustível

Contras

  • Características de voo relativamente inferiores às dos primeiros Zero
História

No final de 1944 e no começo de 1945, os céus do Pacífico eram dominados pela aviação norte americana. O Império Japonês foi forçado a usar os já obsoletos Zero contra os modernos Corsair e Hellcat dos EUA, muito devido aos atrasos no desenvolvimento de novos caças de porta-aviões e porque os novos caças do exército não tinham o alcance operacional para ganhar iniciativa tática. A equipe de engenheiros da Mitsubishi tentou fazer tudo para trazer o Zero para o nível dos mais recentes aviões aliados.

Uma das últimas versões do caça japonês foi o Modelo 53 hei (A6M6c), desenvolvido após a versão anterior, o A6M5 hei. Tal com o seu predecessor, o A6M6c estava armado com um par de canhões e três metralhadoras de elevado calibre, mas também tinha reforço nos tanques de combustível das asas. Para além disso, essa modificação deveria ter o novo motor Nakajima Sakae 31 com sistema de injeção de mistura de água-etanol. Tal como os testes demonstraram, o afterburner provou ser de pouca fiabilidade, pelo que apenas alguns A6M6c foram produzidos, um protótipo pela fábrica da Mitsubishi e as várias unidades de teste pela fábrica da Nakajima.

image
image

O A6M6c vai ser um dos prémios da nova época do Battle Pass.

No A6M6c tal como em modelos anteriores dos Zero, os engenheiros tentaram aumentar o poder de fogo e capacidade de sobrevivência do avião. Reforços nas asas não dobráveis, proteção nos tanques de combustível, no assento do piloto nas placas de blindagem frontal e traseira, a rejeição metralhadoras de calibre reduzido a favor de outras de maior calibre - os engenheiros acreditaram que com tudo isso, o Zero pudesse aguentar com os modernos bombardeiros e caças de porta-aviões norte americanos. O A6M6c recebeu a instalação de um sistema de injeção de mistura de água-etanol, o que permitia operar em WEP durante muito mais tempo e eliminando a ameaça de sobreaquecimento rápido. Em termos de características de voo, é quase igual ao modelo anterior, o A6M5 hei. Este Zero é excelente, mas não espere a manobrabilidade típica do lendário Zero.

O armamento é o mesmo do A6M5 hei: um par de canhões de 20 mm e três metralhadoras pesadas, uma delas montada no cockpit. O mais pesado mas tenaz A6M6c pode ir de frente com qualquer avião com uma boa chance de sucesso! O arsenal secundário é composto por dois tipos de foguetes assim como duas bombas de 60 e duas de 250 kg.

A6M6c, um dos últimos Zeros, vai ser uma boa adição ao nível III da árvore japonesa. Embora o A6M6c seja um avião para abater aviões de ataque e bombardeiros a médias altitudes, a bomba de 250 kg vão dar uma boa chance de sucesso em batalhas mistas. O A6M6c pode ser seu na próxima época do Battle Pass Fearless Voltigeur!

Arquivos de cookies

Esta página utiliza cookies. Ao continuar a aceder esta página, você concorda com a utilização de cookies.