War Thunder background
Força Aérea Iraquiana
Atenção! Esta notícia foi publicada na versão antiga da página. Pode haver problemas com a mostragem da mesma em certas versões do navegador.

Mig-15bis iraquiano do 5º Esquadrão, FAIr, camuflagem de Stylus_Waffe | download


A Força Aérea Iraquiana (القوة الجوية العراقية; Al Quwwa al Jawwiya al Iraqiya) foi fundada em 1931 sob o nome Real Força Aérea Iraquiana (RIrAF). Na época, o Iraque era um mandato da Liga das Nações (na qual se tornou parte em 1920). Isto foi administrado pelo Reino Unido. Na Grã Bretanha, a primeira safra de cinco pilotos iraquianos receberam seu treinamento na RAF College Cranwell. O dia de seu retorno, dia 22 de abril: Este é reconhecido como a data oficial da fundação da RIrAF. O inventário da recém formada força aérea consistia principalmente de aeronaves britânicas como caças biplanos Hawker Fury ou aeronave de reconhecimento Hawker Audax. Nos anos seguintes, o Iraque conquistou sua independência como o Reino do Iraque em 1932. A RIrAF adquiriu um número de aeronaves de ataque italianas Breda Ba.65 como também bombardeiros Savoia-Marchetti SM.79 Sparviero. Apesar disso, a força aérea ainda era uma organização muito pequena, pois o governo alocava a maioria absoluta do orçamento de defesa no exército - em 1936, a RIrAF possuía somente 37 pilotos e 55 aeronaves.

Hawker Audax iraquiano("Nisr")

A primeira operação da RIrAF ocorreu em 1934, durante a rebelião tribal do sul do Iraque, onde a RIrAF sofreu sua primeira baixa em combate. O primeiro combate convencional, durante a guerra anglo iraquiana de 1941 incitada pelo golpe de estado do grupo de Rashid Ali terminou muito pior para os aviadores iraquianos. Na época, a RIrAF consistia de mais ou menos 120 aeronaves e somente metade delas podiam entrar em serviço - este número incluía aeronaves como os já mencionados atacantes Ba.65 e bombardeiros SM.79, como também aeronaves de treinamento de Haviland Tiger Moth e bombardeiros leves Northrop A-17. A maioria absoluta deles foi destruída pelos raids aéreos britânicos, e a RIrAF praticamente deixou de existir como uma força efetiva. Enquanto isso, o governo rebelde concluiu um acordo com a Alemanha, pois oficiais alemães demonstraram interesse em reconhecer um Iraque independente e concordou em enviar equipamentos bélicos para os rebeldes, incluindo aeronaves modernas.

Eventualmente, em torno de 30 aeronaves alemãs, como caças pesados Messerschmitt Bf 110, bombardeiros Heinkel He 111 e aeronaves de transporte Ju 52, chegaram no Iraque como  uma missão de suporte alemã em suporte ao governo rebelde. Todas as aeronaves desta unidade, denominadas Fliegerführer Irak, receberam rondelas, mas eram pilotadas por pilotos alemães e comandados pelo coronel Werner Junck. Estas aeronaves alcançaram certo sucesso contra as forças da RAF da área, mas sofreram perdas, baixa qualidade do combustível, falta de partes reservas e constante ataque dos britânicos. Ao fim de maio de 1941, os britânicos lançaram uma ofensiva em Baghdad, e os alemães ficaram sabendo das forças britânicas convergindo na base principal do Fliegerführer Irak em Mosul, todo o pessoal alemão foi evacuado em 29 de maio, com somente dois He 111 deixados para trás. Pouco tempo depois, o golpe de estado foi derrotado.

Avião de ataque Breda Ba-25 com tripulação iraquiana

Após os eventos da guerra anglo-iraquiana, a RIrAF estava em ruínas. A recuperação foi lenta, e quando a guerra árabe-israelense eclodiu em 1948 e o Iraque se juntou formalmente contra Israel, a RIrAF participou minimamente. Durante o conflito, a RirAF recebeu caças a pistão Hawker Sea Fury F.Mk.I, e conseguiram abater um bombardeiro pesado Boeing B-17 Flying Fortress de Israel.

Durante a década de 1950, RIrAF entrou na era do avião a jato ao adquirir caças a jato de Haviland Vampire e Hawher Hunter em 1953. A importação das aeronaves do oeste, no entanto, terminou com o golpe de estado em 1958, em que a monarquia foi derrubada e a República do Iraque foi estabelecida. O novo governo cortou relações com países ocidentais, e voltaram sua atenção para Pacto de Varsóvia, liderado pela URSS.

A renomeada Força Aérea Iraqiana (IQAF) começou a receber equipamentos de fabricação soviética, como caças MiG-17 ou transportadores Ilyushim Il-14. Estes foram logo seguidos por caças MiG-19 e MiG-21 nos anos seguintes. Em 1963, outro golpe de estado permitiu o novo governo reatar com os países da OTAN, e como resultado, mais Hawker Hunters foram entregues. Na época, a IQAF consistia de nove esquadrões, seis deles de caças.

De Haviland Dragon iraquiano

Durante a guerra de seis dias em 1967 contra Israel, pilotos da IQAF forneceram suporte aéreo para tropas jordaneanas e abateram 12 aeronaves de Israel. Na guerra seguinte, Yom Kippur, em 1973, pilotos iraquianos abateram 21 caças israelenses em combate aéreo. Ao mesmo tempo, grandes remessas de aeronaves soviéticas continuaram a serem entregues ao Iraque, incluindo caça bombardeiros Su-7 e bombardeiros supersônicos Tu-22. Outro grande conflito foi a guerra Irã Iraque entre os anos de 1980 e 1988, durante a qual próximo a 1000 dogfights aéreos ocorreram, incluindo entre helicópteros. IQAF perdeu mais de 270 aeronaves em troca de 70 aeronaves iranianas. O piloto iraquiano mais famoso desta era foi Mohammed Rayyan, apelidado “Falcão do Céu” - pilotando o MiG-21PF e depois o caça MiG-25P, ele alegou a destruição de 10 aeronaves entre 1980 e 1981 antes de morrer em combate em 1986 durante um combate contra caças F-14 iranianos.

Em agosto de 1990, a IQAF foi a maior força aérea da região com mais de 750 aeronaves de combate em seu inventório. Apesar disso, após os eventos da guerra do golfo, um único caça bombardeiro Su-24 e um único esquadrão de caças MiG-25 sobreviveram, com o resto sendo destruído, escondido ou evacuado.

Hoje, a Força Aérea Iraquiana possui caças F-16 modernos, entregues a partir dos EUA e operando ao lado de atacantes Su-25 e uma frota de helicópteros como Mi-35, Mi-28 e UH-1.


Autor: Jan “RayPall” Kozák


Numa das futuras atualizações iremos introduzir a roundela da Força Aérea Iraquiana ao War Thunder:


Decalque feito por Colin 'Fenris' Muir

Ler mais:
Evento Inferno Cannon - PLZ 83-130!
Caixa de Ferramentas!
  • 8 abril 2024
Inferno Cannon: PLZ83-130
  • 24 abril 2024
Warbonds da temporada do Battle Pass Northern King!