War Thunder background
Questões e respostas dos desenvolvedores

Caros jogadores!

Temos outra ronda de questões e respostas com o produtor do War Thunder Vyacheslav Bulannikov!

Aviation

—  Planeiam introduzir o bombardeiro Fw 191 para a árvore alemã? Era um avião totalmente em metal!

Não está nos nossos planos próximos (próximas 2-3 atualizações).

— Haverá mais aviões de desenho asa voadora?

Um olhar rápido aos planos para o futuro próximo não mostra nada. Talvez haverá algo, mas não me está a vir nada à mente.

Veículos blindados

— Uma questão acerca de AI em mapas de tanques. Há alguma necessidade de os ter agora? Eu vejo a desvantagem dos AI pois por vezes desmascaram-nos quando estamos tentando subir um monte. Além disso, os AI aumentam o esforço do processador e do computador em termos gerais. Os AI estão incluidos nas estatísticas de batalha. Os AI podem dar dano a blindados leves. Destruir AI é simplesmente desperdício de munição e revela a posição.

Sim estamos considerando a questão de remover os AI em batalhas aleatórias.

— Em batalhas de tanques, quase todas as batalhas decorrem em bom tempo, noite e dia. Porque não há uma maior variedade de estados do tempo? As nuvens não escondem apenas o sol, mas também tornam o mapa diferente via alteração da luminosidade. Em mapas de inverno, as nuvens são essenciais para proteção contra a neve que quase nos cega. Mas acima de tudo, estados do tempo adicionariam variedade, pois é sempre o mesmo. Penso que também há neve e chuva.

Porque este é o melhor estado do tempo para apreciar o jogo, e o peso de várias condições são configuradas.

— Está planeado ou é possível remover a retícula de alvo das armas em modo de comandante em SB, mantendo a possibilidade de disparar apenas quando se aponta com as óticas? As retículas e a cacacidade de disparar do modo de comandante é pelo menos pouco natural para SB e arruína a seriedade e dificuldade deste modo.

Nós não queremos tornar o controle do tanque no jogo ainda mais difícil do que é na vida real. Na realidade, a maioria dos tanques estão ocupados por tripulações de dois a cinco membros. No jogo, toda esta responsabilidade recai sobre um único jogador. A implementação do aspecto do controle de tanque mencionado não reduz a natureza hardcore do jogo, mas torna-o mais similar à vida real - afinal, o comandante, com um vasto ângulo de visão, pode dizer ao artilheiro onde apontar a torre.

— É possível mostrar o extrator de fumo do cano operando numa curta animação (enquanto o fumo sai pelo cano imediatamente após o tiro? Não é quase nada, mas seria muito bom.

Não para já. Talvez no futuro.

— O treinamento da tripulação irá afetar as velocidade de recarregamento de munição em pontos capturados? Isto seria lógico considerando que uma tripulação experiente iria carregar obviamente mais rápido.

É possível.

— Os veículos terrestres japoneses foram adicionados ao jogo há já algum tempo. Eles carecem de munições semi-penetrantes e outros tipos de AP de calibres 70-120 mm. Embora pareça que foram planeadas, decidiram não as introduzir?

Para veículos com calibres de 70-120 mm, adicionámos todas as munições ao qual temos informação suficiente.

— A introdução do nível VI significa que haverá mais veículos sobre rodas. Planeiam redesenhar as físicas para eles? Não para o nível de Spintires claro, mas pelo menos adicionando funcionalidades para veículos sobre rodas: spin da roda, driving axle skid, a diferença entre as rodas da frente e trás ao nível de virar. E também adicoinar o detalhe de modelo de dano para rodas danificadas (talvez físicas de movimento sem uma roda ou com uma danificada ou atascada).

Sim, no mínimo planeamos melhorar o modelo de dano a suspensão e rodas dos veículos.

— Neste momento se um inimigo lançar um ATGM e for abatido, o ATGM, embora sem controle, continua a voar em frente. No entanto, deveria comportar-se como uma munição estabilizada, e a trajetória deveria ser muito acentuada devido à baixa velocidade. Tais ATGM não deveriam voar em direção ao ponto de destino, deveria ser descendente. Será isto implementado?

O comportamento dos ATGM após perderem o controle dependem do método de mira do rocket. Em alguns casos, o rocket desvia imediatamente, em outros pode voar uma certa distância. Neste momento o rocket ''lembra-se'' do último input, que leva a um controle da trajetória. Assim se o rocket estava a corrigir o voo, ele vai continuar a corrigir a trajetória e até completar o último comando dado. Na nossa opinião, este comportamento é perfeitamente correto.

— Pensaram em adicionar um protótipo baseado no Leopard 1 com a arma Rh120?

Estamos considerando.

— Irão as propriedades dos materiais ser atribuídas aos guarda-lamas? Estas partes não existem no diagrama de blindagem, embora em alguns veículos sejam elementos estruturais. Penso que a sua espessura também influencia a ação das HE e HEAT, e como bónus, gostaria se fosse possível colocar algumas decorações lá - armas por exemplo.

O jogo neste momento tem cerca de 300 unidades terrestres, e redesenhar ou fazer trabalho extra em cada um deles para adicionar numa nova atualização, é um trabalho muito laborioso, e em alguns casos simplesmente impossível, pois há limitações ao número total de partes no Modelo de Dano. Assim não podemos prometer que todas as partes externas nos tanques farão parte do modelo de dano. No entanto, vamos gradualmente adiciona-las aos tanques que faz sentido - por exemplo aqueles que de facto desempenham uma ajuda importante.

— Será possível personalizar a mira de comandante ou construir um telémetro?

Não temos quaisquer planos para o futuro.


Se pretender fazer uma questão aos desenvolvedores, pode fazê-lo na área "Questions to the Team" no fórum oficial.

Ler mais:
Assista ao Air Superiority 2024 e Receba Prêmios Exclusivos dos Twitch Drops!
  • 10 maio 2024
The Shooting Range #407
  • 20 maio 2024
Thunder Show: BASED MAUS
  • 17 maio 2024
Dia das Forças Armadas dos EUA: Celebrando com um Novo Decalque!
  • 17 maio 2024

Comentários (15)

A notícia já não está disponível para comentar