War Thunder background
Dewoitine D.501
Atenção! Formato de notícias desatualizado. O conteúdo pode não ser exibido corretamente.

Os F.222.2 e D.501 já estão disponíveis para os testers da aviação francesa!


Na altura da sua introdução ao serviço, a série D.500 estava entre as mais avançadas do mundo. No entanto, rapidamente foi ultrapassado à medida que aviões tecnologicamente cada vez mais avançados eram lançados. Conheça uma das versões desta série, o Dewoitine D.501!


História:

A série D.500 foi desenvolvida como resposta ás especificações C1 redigidas pelo Ministério do Ar Francês em 1930. A especificação tinha como objetivo substituir o inventario antigo francês da Primeira Grande Guerra e anos 20. O famoso desenhista Émile Dewoitine, submeteu o seu desenho D.500 e quase imediatamente atraiu a atenção dos oficiais do ministério. Logo após o primeiro voo do D.500 em 1932, colocaram uma ordem de 60 aviões, 10 dos quais para o D.501. Em sua essência, o D.501 era apenas uma subvariante do D.500. As duas maiores diferenças residiam na unidade de energia e armamento. Nomeadamente um motor Hispano-Suiza 12Xbrs, enquanto o D.501 estava equipado com um motor 12Xcrs, que permitia instalar um canhão no eixo da hélice. Esta alteração causou a remoção de duas metralhadoras da frente do D.500. Embora a presença de um único canhão de 20 mm juntamente com metralhadoras seja hoje alvo de troça, a presença de um autocanhão num avião era na prática um luxo. 

No estalar da guerra, a série D.500 estava mais que ultrapassada por máquinas de outras nações, incluindo algumas do final dos anos 30 como os MS.406. Estas máquinas raramente foram enviadas para a frente, em vez disso ficaram na reserva e treinamento. No entanto, um pequeno número de aviões foram usados durante a Guerra Civil Espanhola, provavelmente a única vez que entraram em combate. Menos de 400 aeronaves da série D.500 foram manufaturadas, e cerca de 160 eram D.501.



No War Thunder, o D.501 irá ter a chance de lutar contra desenhos contemporâneos de outras nações nos níveis mais baixos, permitindo usar as melhores vantagens do seu desenho. Embora não possa parecer, o D.501 combina várias características que os pilotos apreciam, é pequeno e compacto. O seu motor de 690 cavalos pode acelera-lo até velocidades de 367 km/h a médias altitudes, enquanto a sua leva fuselagem assegura uma boa manobrabilidade e manejo.



Apesar do excelente manejo, os pilotos do D.501 também podem esperar um armamento ofensivo mortífero, dois canhões de 20 mm e duas metralhadoras de baixo calibre sob as asas. Para a maior parte dos oponentes do D.501 uma rajada basta para os mandar ao chão. 


wallpaper: 1280x1024 | 1920x1080 | 2560x1440


Na autalização 1.73 “Vive la France”, o D.501 está no nível I da árvore de aviação francesa.


Os pacotes de aviões premium franceses já estão disponíveis na nossa loja


A Equipe War Thunder

Ler mais:
Veículo do Battle Pass Sholef V.1
Veículo do Battle Pass: PBM-5A Mariner
Seek & Destroy: Melhorias e Refinamentos
  • 14 junho 2024
Vextra 105: Suporte de Fogo!
  • 13 junho 2024

Comentários (1)

A notícia já não está disponível para comentar