War Thunder background
Questões e respostas dos desenvolvedores!
Atenção! Esta notícia foi publicada na versão antiga da página. Pode haver problemas com a mostragem da mesma em certas versões do navegador.

É altura para outra ronda de questões respondidas pelos desenvolvedores do War Thunder!


 Forças Terrestres

   

Ah habilidades da tripulação afetam o tempo de recarregamento de um sistema de recarregamento automático?​

Não.

   

Será corrigida a durabilidade dos rockets antitanque de uma superdurabilidade para níveis aceitáveis e de acordo com valores reais? Talvez não expludam, mas podem ser neutralizados após disparos de metralhadora por exemplo.

Sim tempos planos para alterar os parâmetros dos lançadores e dos rockets, e adicionar novos componentes (mira de ATGM) ao modelo de dano, para que ao ser atingido possa inutilizar os sistemas e bloquear a resposta(lançamento).

   

Haverá a divisão entre munições APDS homogéneas e as de núcleo de liga leve? Refiro-me às APDSdos Leopard, М60, М60А1, Vickers, Centurion Mk 10, Chieftain, e T-10M.

Sim temos planos para introduzir novos tipos de APDS com diferenciação baseadas nas mecâncias do modelo de dano (penetração dependendo do ângulo, efeitos pós-penetração, etc.).

   

Serão as APCR e HESH corrigidas? Neste momento é algo do género - uma munição HESH cria um vetor de estilhaços no espaço pós-penetração, dando dano a módulos internos, enquanto a APCR pode dar dano preciso, dano não penetrante através dos módulos que é específico da fragmentação da HESH em particular. A APCR tinha significativametne mais estilhaços a temperaturas de 700-1000ºC. É a sua capacidade d penetração qu permite os estilhaços de elevada velocidade penetrar tripulantes e compartimentos, explodindo mais compartimentos de munições e tanques de combustível. A HESH tinha muito menos estilhaços, às velocidades de 600 m/s a temperatura não excede os 200ºC, pelo que não pode incendiar qualquer fragmento de blindagem ou corpo dos tripulantes, poupando energia para o tiro subsequente no módulo no espaço pós penetração.

Nós planeamos reformular os acertos das munições HESH, em particular corrigir a capacidade de incendiar motores e tanques de combustível. Para as APCR, temos planos de as mover gradualmente para um novo sistema de fragmentação secundária.

   

As novas APCR experimentais de 12.8 cm Pak 44 serão adicionadas? A que mencionaram na closed beta dos tanques. Como muitos MBT foram adicionados, pode ser difícil para os tanques alemães (88-105-128). Além disso, é possível munições de 88 mm modernas?

Não, não temos nada disso planeado.

   

Podemos esperar uma redução no BR do Maus e IS-4 em RB? Os tanques morreram após a introdução dos ATGM e poderosos MBT)

Nós olhámos para as estatísticas de popularidade dos últimos 10 dias e em termos de número de batalhas no nível V, todos os modos, o Maus e o IS-4 ocupam as posições 23 e 24 no total de 50. A diferença no número usos vs tanques está no topo 5, não 10 ou 100, é 4-5 vezes, uma diferença de 2 vezes vs 10º lugar. Por exemplo, estes tanques são usados mais frequentemente que os seus carrascos, o M60A2 ou o Chieftain Mk 5. É incorreto dixer que os tanques morreram. Eles não são os mais populares tanques, mas são jogados. Quanto a alterar o BR, ou o BR causa sofrimento, sim, redistribuindo os tanques de topo por BR é possível, mas devemos lembrar que em qualquer caso, haverá uma certa separação entre nível, e esses tanques irão ainda encontrar alguns veículos modernos.

   

Porque há tanto fumo nos ATGM? Na realidade o fumo evitava identificar o traço e sistema de mira podia perder o controle. Há um relatório de bug sem resposta.

O problema do fumo existia na realidade. Considere que o observador vê o volume total de fumo na trajetória. Por exemplo, você pode ler acerca deste problema em: Vehicles and Armaments No. 2010-01 “The Dragon That Scourges Tanks – the IT-1”, pages 10-11.

   

Por favor digam-nos, têm planos para o T-62? Instalar DShK, blindagem espaçada nas laterais, ou a possibilidade para outras modificações do tanque?

Nós estamos cientes da multitude de modificações e adições neste tanque, e tal como o T-55, que aumentou a sua eficácia, mas nós respondemos no Q&A anterior que estas modificações pode surgir se necessário do ponto de vista do equilíbrio, com respetiva alteração de BR.

   

Planeiam substituir os modelos dos tanqueiros nos veículos alemães e soviéticos de caixa aberta para modelos que parecem tanqueiros, em vez de soldados?

Neste momento não, além disso, nem todas as tripulações destes veículos eram necessariamente tanqueiros, ou artilheiros.

   

Planos anteriores incluíam a adição de miras históricas para todas as eras. Qual é a vossa posição referente a isto neste momento?

Sim, nós planeamos adicionar miras históricas para todas as eras. Mas com a condição de que se a magnitude fosse inferior a x3, então o jogo será definido a x3, para conforto do jogador.


Aviação

   

Podemos esperar novos mapas para a aviação em RB? Não têm sido lançados novos mapas desde há 3 anos. Os correntes são secantes (Sicília - Noruega)

Nós ainda temos mais mapas no jogo para aviação do que para tanques, mas isso não significa que não tenhamos planos para mais. Sim, temos planos para novos mapas e alteração das definições de matchmaking de forma que os jogadores joguem numa maior variedade de mapas.

   

Porque razão a tripulação obtém 3 vezes menos experiência em RB do que AB, e quando o piloto é abatido - novamente menos 3 vezes? Eu concordo que a vida virtual tem de ser preservada, mas 9 vezes menos experiência é excessivo. Podem colocar o RB em linha com o AB, mas deixem as penalizações quando os pilotos morrem? Então no pior caso, a tripulação tem menos 3 vezes de exp.

Em RB, a morte do piloto não influencia a redução de exp da tripulação. A diferença na quantidade de experiência na comparação com AB é devido ao facto de no RB menos tripulantes são requeridos em média. E a diferença não é 3, é 2.6.


 Outros 

   

Haverá a Vulcan АPI e TXAA antialiasing, ou pelo menos o retorno da 6x FXAA?

A Vulcan é muito interessante para nós e apoiamos o seu desenvolvimento (link). N´s esperamos que possa substituir a OpenGL nas versões do Linux e Windows no futuro próximo, e possivelmente Direct X 9.0. Isso depende dos construtores de placas gráficas a suportar.

O inicializador tinha a definição x6 MSAA. Mas como quase nenhuma placa gráfica a suportava, nós removemos-la. MSAA é de facto muito pouco compatível com tecnologia de luz moderna, pelo que os contrutores não se importam e não a surporta. Vários outros tipos de antialiasing temporal são mais adequados para iluminação moderna. Infelizmente, têm limitações e preço. Não estamos a excluir a possibilidade de usar anti aliasing temporal no futuro.

 


 Questões traduzidas da transmissão russa

   

Potencialmente os ATGM soviéticos de nível V têm muitos veículos similares que requerem pesquisa devido à introdução do nível VI, planeiam combina-lo num único conjunto para que não seja necessário pesquisa-los todos?

Sim planeamos fazer isto com vários veículo, não apenas na linha soviética.

   

A URSS tem um excelente avião de ataque - o SU-6 com rockets. No entanto eles não têm jatos de ataque como outras nações. Estão planeando algo?

Sim. Neste momento estamos trabalhando no contentores do S-5 e rockets de grande calibre para o MiG-17. Não há estimativas neste momento.

   

Como vão introduzir o BMP-1, têm planos para o BMD?

É possível, no entanto não podemos especular quando.

   

Nós temos agora contratorpedeiros nas forças navais, devemos esperar bombas guiadas?

Estamos ponderando. Há várias dificuldades. Do ponto de vista histórico após essas bombas surgirem todos os navios receberam dispositivos de bloqueio para estas bombas e tornaram-se inúteis. A segunda coisa é que estas bombas eram controladas por uma manche. , pelo que o controle é semelhante aos ATGM de primeira geração, pelo que a exatidão é muito baixa mesmo se um jogador fizer tudo certo. Com isto em mente ainda não decidimos se as vamos ou não implementar. 

   

O Su-6 e o Thunderbolt são aviões de ataque mortíferos quando usam rockets em batalhas combinadas, planeiam alterar o seu BR ou requerimentos de pontos de partida?

Neste momento nem todo o armamento usa o novo sistema (recálculo de TNT equivalente). Neste momento os rockets são mais poderosos do que eram na realidade, assim que aplicarmos alterações a todos os rockets, eles vão tornar-se menos mortíferos, no entanto vão continuar a ser eficazes contra bem jogados. 

   

E então acerca da fadiga da blindagem?

Estas são mecânicas complexas, nós completámos apenas parte do trabalho.

   

Para além de novos veículos, o que podemos esperar da 1.71? Algumas alterações nas mecãnicas de jogo? Modelo de dano? Outras funcionalidades?

Nós planeamos muitas pequenas alterações em várias esferas. Nós ainda não as nunciámos, provavlemente algumas delas não estarão terminadas aquando do lançamento da atualização 1.71, mas sim, haverá alterações nos modelos de dano e munições.

   

E extintores automáticos?

É uma questão interessante, mas implementar este sistema será mau para o jogo - para ambos os lados, diminui a importância da habilidade do jogador. É por isso que provavelmente não vamos introduzir tal sistema.

   

Planeiam aumentar o BR do IS-6?

Todas as alterações de BE devem ser feitas após o lançamento da atualização. A introdução do nível VI irá provavelmente levar a alterações de BR em muitos veículos, não apenas aos de topo. Vamos ser prudentes.

   

Será o KPz-70 ser colocado após o Maus?

Este é o nosso plano.

   

Tanto quanto entendi, os correntes veículos de topo no nível V serão movidos para o nível VI, vão receber nova munição?

Depende do equilíbrio no jogo. Se for necessário, então sim.

   

Há planos para desenvolver os caçatanques sem blindagem? Como os de caixa aberta com ATGM?

É possível. Especialmente quando o Ontos é próximo desta ideia. Não prometemos nada por agora.

   

Pararam o desenvolvimento da aviação?

Claro que não. Acabámos de introduzir uma nova nação por inteiro na atualização anterior. Assim como muitos outros aviões. Todos os aspetos do jogo estão sendo desenvolvidos em paralelo. Haverá muitas coisas interessantes para a aviação no final deste ano.

   

Então e o sistema de visibilidade? Tanques a desaparecer é frustrante.

Nós estamos trabalhando nisso, Nós nunca planeamos introduzir veículos que disparam quando estão invisíveis, todos esses bugs estão sendo corrigidos.


Nós estamos sempre olhando para as vossas questões! Estejam à vontade para fazer mais questões no nosso Fórum Oficial!


A Equipe War Thunder

Ler mais:
RN Bolzano: O Último Cruzador
  • 18 março 2024
Imperial Flagship: SMS Baden
AH-1W Super Cobra
Veículo de Esquadrão: F-5E FCU

Comentários (8)

A notícia já não está disponível para comentar