War Thunder background
Schwere Panzerjäger-Abteilung 653
Atenção! Esta notícia foi publicada na versão antiga da página. Pode haver problemas com a mostragem da mesma em certas versões do navegador.


Jagdtiger do Schwere Panzerjäger-Abteilung 653 [Alemanha, 1945]
camuflagem criada por Tiger_VI  | Download


O Schwere Panzerjäger-Abeitlung 653 (653º Batalhão Pesado de Panzerjäger) foi um batalhão de caçatanques composto de 3 companhias equipadas com tanques Ferdinand e o novo Jagdtiger, armado com o poderoso canhão de 12,8 cm.

O Jagdtiger foi desenvolvido a partir do chassi de um Tiger II alongado em estilo casamata e foram encomendados aproximadamente 150, apesar de somente 80 serem completados e entregues às unidades. Sua arma principal de 12,8 cm foi projetada pela família Krupp no final de 1944. Ela disparava um projétil de 28 kg (62 libras) a uma velocidade de aproximadamente 950 m/s a cadência de tiro de 3 por minuto. A arma podia utilizar uma variedade de projéteis, já que sua munição era composta pelo projétil e pela carga, separadas uma da outra. Isto permitia uma variedade de papéis que o Jagdtiger podia realizar. Se a tripulação optar por uma carga leve ou média a arma tomava a função de uma peça de artilharia, enquanto com uma carga pesada, era usada em papéis antitanque ao disparar o PzGr. 43 APCBC-HE. O PzGr. 43 era capaz de penetrar 200 mm de blindagem a uma distância de 1000 m e 148 mm de blindagem a 2000 m.

O Jagdtiger pesava aproximadamente 72 toneladas e o veículo sofria pela severa falta de potência do motor, devido ao uso do mesmo utilizado pelos Tiger I/II e pelo Panther. O motor, um Maybach HL230 P30, era capaz de produzir 690 cavalos-vapor e foi feito de ferro fundido, que permitia o uso de cilindros maiores ao custo do maior peso do veículo. O Jagdtiger alcançava velocidades de aproximadamente 34 km/h (21 mph) na superfície de estradas.

Todas as três companhias do 653º batalhão participaram de combates ao longo da guerra incluindo grandes batalhas como a de Kursk e de Dnieper onde a 1ª companhia, consistindo de Ferdinands, combateu e sofreu pesadas casualidades na batalha. Em fevereiro de 1944 a 1ª companhia recebeu 11 novos Ferdinands e participou da batalha de Anzio na Itália.

A 2ª e 3ª companhias sofreram pesadas perdas em agosto de 1943 onde somente 12 veículos continuaram operacionais após um pesado conflito na Frente Oriental. Os 12 veículos remanescentes foram consolidados na 2ª companhia onde continuaram lutando contra a União Soviética sob o comando do 17º exército até a batalha de Berlim em maio de 1945.

Em outubro de 1944 uma nova 3ª companhia foi equipada com o novo Jagdtiger que se encontrou com a 1ª companhia na frente ocidental e combateu forças dos EUA e do Reino Unido. A 1ª companhia entrou em combate na floresta das Ardenas durante a batalha das Ardenas enquanto a recém formada 3ª companhia participou na Operação Nordwind sob o comando da 17ª Divisão SS Panzergrendier.

A operação Nordwind foi a última grande ofensiva pelo exército alemão na frente ocidental em que o objetivo era atravessar as linhas do US 7th Army e do 1º Exército Francês. A operação no final foi um fracasso com pesadas perdas sofridas no lado alemão.

O famoso ás de Tiger Otto Carius comandou um Jagdtiger com o 512º Batalhão Pesado Antitanque (Schwere Panzerjäger-Abteilung 512) no início de 1945, em que a companhia de Carius participou na defesa do Rio Reno e posteriormente se rendeu ao exército americano em 15 de abril de 1945. Carius escreveu em sua autobiografia “Tigers na lama”, ele acreditava que os Jagdtigers não foram usados em todo seu potencial. Uma grande parcela dos ressentimentos pessoais de Carius foram devidos à fraqueza do motor e transmissão e à frequência em que o canhão precisava ser calibrado após movimentação do veículo, mesmo após pequenas distâncias percorridas fora da estrada.

Apesar de todos os problemas que o Jagdtiger encontrou, tropas aliadas ainda temiam o tanque devido a incapacidade dos tanques aliados penetrarem a blindagem frontal, e devido às distâncias em que o Jagdtiger conseguia engajar, que eram muito maiores comparadas à dos aliados.

Autor: Sean "Gingahninja" Connell


Numa das futuras atualizações iremos introduzir o ''Emblema do Sturmgeschütz Abteilung
197", do esquadrão que precedeu o S
chwere Panzerjäger-Abteilung 653

Decalque feito por Branislav 'InkaL' Mirkov


No futuro próximo, você poderá experimentar estes e outros veículos num completamente novo mapa, ''Estalinegrado''. Mais informações deste novo mapa estarão disponíveis no nosso Devblog em breve, pelo que fique atento às notícias!


 

 

 

Ler mais:
Ganhe o Jaguar IS no evento Sword of Justice!
Thunder CUP 2024 e prémios exclusivos nos Twitch Drops!
Thunder Show: ZERO++
Pré-reserva: F-20A Tigershark