War Thunder background
B-57B Canberra [Decalque Incluido]
Atenção! Esta notícia foi publicada na versão antiga da página. Pode haver problemas com a mostragem da mesma em certas versões do navegador.


O B-57B no War Thunder

Finalizando com chave de ouro a lendária linha de bombardeiros dos EUA em War Thunder, o bombardeiro a jato Martin B-57B é a modificação norte americana da famosa aeronave britânica que desvia do modo de jogo padrão da maioria dos bombardeiros pesados americanos prévios. Incluído na Patente V após seu predecessor, o B-57A, possui uma Classificação de Batalha de 7.7 em Batalhas Arcade e 8.0 em Batalhas Realísticas e Simulação. O B-57 tem foco maior em ataques de baixa altitude em comparação a seus predecessores e pode carregar uma grande quantidade de armamentos ofensivos externamente.

B-57B Canberra em modo de Raio-X

Diferentemente do B-57A antes, o B-57B inclui numerosas melhorias e modificações estruturais e no armamento o permitiram ter um papel muito mais agressivo e ofensivo na batalha. Capaz de carregar 16 foguetes de 127 mm HVAR em suportes sob as asas em conjunto a cargas pesadas de bombas, o B-57B é mais adequado no ataque a alvos blindados ou navais como contratorpedeiros e cruzadores.

Bem como sua habilidade de lançamento de uma grande carga explosiva a alvos inimigos em alta velocidade, também é equipado com 8 metralhadoras M3 Browning de 12.7 mm nas asas com 2400 cartuchos de munição, permitindo-o atacar alvos leves com facilidade, mas também potencialmente dando a capacidade de combate contra pilotos inimigos. Outra característica inovadora do modelo B é seu compartimento de bombas rotatório. Com um potencial de carga máxima de 8 bombas de 1000 libras (8 x 450 kg) junto 8 foguetes de 127 mm HVAR, o B-57B é uma das aeronaves mais versáteis da Patente V no jogo.

Enquanto um B-57B solitário a céu aberto é um alvo fácil para aeronaves intercetoras e não é competição para aeronaves como o Mig-15 ou CL-13 em combate, comunicação e coordenação com companheiros de equipe permitirão pilotos de esta aeronave atacar alvos de importância estratégica com precisão e com efeito devastador. Do mesmo jeito, organizar esquadrões contendo caças de escolta que podem trabalhar em conjunto aos B-57 ou mesmo uma ala inteira de aviões de ataque pode ter um impacto enorme em jogos de alta Patente.

Em comparação com jatos bombardeiros de ataque contemporâneos de outras nações, o IL-28, Arado C-3, Canberra B (I) VI e a série R2Y2, o B-57 tem a maior carga graças a seus suportes externos, fazendo esta a escolha ideal para jogadores que preferem papéis de ataque mais agressivos e diretos nos céus.

O B-57 Canberra na história:

O Martin B-57B foi desenvolvido a partir do B-57A, feito sob licença a partir do bombardeiro britânico English Eletric Canberra B2. Após um desempenho impressionante nos shows aéreos de Farnborough no início da década de 1950, os estados Unidos da América estavam ansiosos para adquirir o bombardeiro a jato que quebrou recordes para cumprir o papel de ataque rápido similar ao atual modelo A-26 Invader.

B-57B mostrando seu compartimento rotativo das bombas, desenhado para reduzir arrasto.

Os EUA não tinham um substituto adequado para a posição do Invader e a experiência na Coréia provou o valor de um atacante interditor. Logo, licença de produção do Canberra foi concedida pela English Eletric à Martin para fabricar o B-57. Enquanto o modelo A era basicamente o mesmo que o avião britânico, o modelo B tinha várias melhorias e mudanças sobre o modelo A que o distinguía do modelo Canberra original. Características como um dossel redesenhado que requeria uma tripulação de dois ao invés de três, motores novos, melhor resistência das asas junto a novos suportes para maior capacidade de carga, freios aerodinâmicos mais eficientes e o compartimento de bombas rotatório que Martin desenvolveu e testou em outras aeronaves reduzindo o arraste, todos foram incluídos no modelo B. Além de tudo, o B-57B possuía um armamento ofensivo na forma de 8 metralhadoras M3 Browning, quatro em cada asa, mais tarde substituídas por quatro canhões de 20 mm M39.

Tudo combinado resultou na emergência de uma aeronave interditora altamente eficiente que agora era completamente diferente de seu irmão mais velho de design britânico. Mesmo com a rápida evolução no desenvolvimento em aviões a jato, o B-57B continuou em serviço graças a sua versatilidade em papéis de combate. Várias configurações de montagem de carga existiam para permitir uma infinidade de tarefas, incluindo interdição, reconhecimento ou bombardeio a grandes alturas. Apesar dos primeiros modelos sendo retirados de serviço no final da década de 1970 até o começo da década de 1980, modelos altamente modificados continuam a servir em papéis de pesquisa e desenvolvimento para a NASA até os dias de hoje.

Autor: Scott “Smin1080p” Maynard


Com uma das atualizações futuras, iremos adicionar dois novos decalques ao War Thunder:

Emblema do 499th BS, 345 BW, 'Bats Outa Hell' "Green Dragon", Fuel Tank Art do 405th BS da USAF

Decalques feitos por Jej 'CharlieFoxtrot' Ortiz e Colin 'Fenris' Muir



Você já desbloqueou e voou o B-57B Canberra?
Partilhe a sua experiência connosco nos comentários!


Ler mais:
Ganhe o Churchill AVRE no Evento Operação Overlord!
Eurocopter Tiger: O escudo antitanque europeu
F-4F KWS LV (ICE): Frio e Calculista!
  • 12 junho 2024
Acesso Antecipado da Marinha Costeira Francesa: O VLT-2!
  • 11 junho 2024