Veículo de Battle Pass: USS Detroit (CL-8)

Rápido e bem armado, o cruzador leve USS Detroit (CL-8) é um dos prémios da próxima época do Battle Pass.

USS Detroit (CL-8), Cruzador leve. EUA, Nível III, Premium.

Prós

  • Maioria dos canhões primários na proa.
  • Boa velocidade máxima
  • Boa bateria antiaérea
  • Premium

Contras

  • Fraca proteção
História

O USS Detroit (CL-8) foi o quarto navio da Classe Omaha de cruzadores leves construídos nos anos 20. Essa série era caracterizada pelo bom desempenho em velocidade ao nível do armamento, composto por armas de 152 mm em duas torres duplas e quatro casamatas com um canhão. O USS Detroit foi lançado à água em Novembro de 1920 e as provas de mar decorreram no final de 1923. Antes da guerra participou em manobras, exercícios e missões diplomáticas a vários países europeus.

Tal como muitos outros navios dos EUA, a guerra começou para o USS Detroit em Pearl Harbor, onde escapou por pouco a um ataque de torpedeiros japoneses, onde saiu imediatamente em uma missão de reconhecimento nas costas de Oahu para detetar desembarques japoneses. A partir de 1941 fez várias missões de escolta a comboios entre a costa ocidental e Pearl Harbour. Em Novembr de 1942 tornou-se o navio estandarte da Task Group 8.6, que providenciava apoio aos comboios do norte nas Ilhas Aleutas, e participou na liberação das ilhas de Attu e Kiska. O USS Detroit serviu nas frias águas do Alasca até 1944, quando no verão foi transferido para o Panamá como estandarte temporário da Southeast Pacific Force. O navio obteve uma vitória sobre o Japão na Baía de Tóquio após providenciar suprimentos à força de ocupação e retirada das forças japonesas de Ilhas do Pacífico. O cruzador voltou aos EUA no final do Outono e em Janeiro de 1946 foi retirado e vendido para sucata.

image
image

No War Thunder, o USS Detroit vai ser um dos prémios da próxima época do Battle Pass Fearless Voltigeur. Este navio faz parte da Classe Omaha, com todas as suas vantagens e desvantagens.

Ao criar o USS Detroit (CL-8) assim como outros navios da mesma classe, a prioridade recaiu na velocidade e poder de fogo. A velocidade máxima está nos 35 nós, um bom valor para este tipo de navio. Os canhões primários são de 152 mm distribuídos em duas torres duplas e quatro casamatas individuais, totalizando 10 canhões. O armamento auxiliar é composto por 7 armas universais de 76 mm em montagens individuais. O cruzador está protegido da aviação com 10 canhões Oerlikon de 20 mm e duas montagens quadruplas de 28 mm. Para além disso, o navio possui dois lançadores de três torpedos.

Os pontos fracos são os típicos da classe. Primeiro, o navio não aguenta muito dano. O cinturão na citadela não passa dos 76 mm de espessura, enquanto a casa das máquinas e parte dos depósitos de munições estão atrás da blindagem. As superestrutura, ponte e casamata apenas têm blindagem para aguentar balas e estilhaços. Até os contratorpedeiros são uma ameaça.

O destino do navio parece estar selado certo? Não! Os cruzadores da Classe Omaha têm opções de jogabilidade interessantes devido ao facto das baterias primárias estarem concentradas na proa. Se disparar em direção ao inimigo de frente e a uma distância considerável, as armas vão fazer seu trabalho! Ao mesmo tempo, o Detroit está bem protegido de ataques aéreos - nós recomendamos carregar as armas de 76 mm com munições com fusível, e os autocanhões ajudarão a afastar os mais persistentes aviões. Por fim, o USS Detroit é um navio premium, o que ajudará significativamente a ganhar Silver Lions e acelerar sua pesquisa de navios norte americanos.

O cruzador leve USS Detroit é um prémio valioso da próxima época do Battle Pass, que começa muito em breve. Continue de olho nas notícias!

Arquivos de cookies

Esta página utiliza cookies. Ao continuar a aceder esta página, você concorda com a utilização de cookies.