War Thunder background
Veículos de Esquadrão: HMS Liverpool

O cruzador leve britânico Liverpool vai ser o próximo Veículo de Esquadrão do War Thunder!

HMS Liverpool, Cruzador Leve, Grã-Bretanha, Nível IV

Prós

  • Elevada capacidade de sobrevivência
  • Melhor poder de fogo antiaéreo

Contras

  • Menos armas primárias que outros navios equivalentes
História

O cruzador britânico Liverpool pertence à classe Town da segunda série de produção, com unidade de geração de energia mais potente, um arranjo de armamento diferente e melhor blindagem. O Liverpool foi lançado à água nos estaleiros navais de Govan na Escócia em 1935 e entrou em serviço em 1938. Inicialmente o navio foi atribuído à East India Fleet Station, onde assistiu ao eclodir da Segunda Grande Guerra. A guerra marcou o começo do serviço do navio, durante o qual participou em batalhas em quase todos os teatros principais - desde os mares da China ao Árctico. O HMS Liverpool patrulhou rotas comerciais em Hong Kong, caçou comboios italianos no Mar Mediterrâneo e combateu na Calábria, onde chegou a ser danificado por uma bomba que não explodiu inicialmente. Após reparações o navio apoiou os comboios em direção a Malta onde foi novamente danificado, desta vez por um torpedo italiano que o fez perder a proa. Durante a estadia nos estaleiros norte americanos, sofreu reparações complexas, retornando ao ativo no Árctico e no Mar de Barent como escolta.

Após servir no norte na União Soviética, o Liverpool voltou ao Mar Mediterrâneo onde em 1942 foi novamente atacado por torpedeiros italianos, sofrendo danos nos motores da popa e inutilizando os lemes. Após combater raides constantes dos italianos, o cruzador foi rebocado até Gibraltar, de onde voltou à Grã-Bretanha onde permaneceu até ao final da guerra devido à falta de pessoal. Após o final da guerra, o navio voltou ao serviço no Mediterrâneo. No começo dos anos 50 foi decidido modernizar significativamente o Liverpool, mas devido à reforma da armada e a emergência de novos e mais avançados sistemas de armas, os planos acabaram por não se concretizar. Em 1952, o navio foi descomissionado e em 1958 foi vendido para sucata.

image
image

No jogo, o cruzador Liverpool será uma recompensa para os membros dos esquadrões do War Thunder. De muitas formas, o Liverpool é muito parecido ao Southampton, diferindo nas baterias primárias e antiaéreas. Ao longo de seu serviço, a bateria de antiaéreas foi alterada várias vezes. No jogo implementámos a disposição de antiaéreas correspondente a 1952.

Wallpaper:

O armamento primário consiste em 9 canhões de 152 mm Mark XXIII distribuídos em três torres, quatro montagens de canhões de 102 mm e dois tubos de torpedos triplos. A bateria de antiaéreas é composto em sua totalidade por autocanhões de 40 mm Bofors, seis de cano duplo Mark V e quatro de um cano Mark VII. A blindagem do cruzador chega os 114 mm de blindagem no cinturão, com placas frontais das torres a chegar aos 102 mm. A velocidade decente e o carregamento relativamente rápido dos canhões tornam o navio uma boa escolha para combate que favoreça manobras frequentes. A Classe Town é conhecida pela capacidade de sobrevivência e pode agora aguentar sortidas de aeronaves graças a sua bateria de 16 Bofors!

O cruzador leve Liverpool vai ser um novo Veículo de Esquadrão e vai estar disponível a todos os membros de esquadrões a partir da próxima atualização. Continue de olho nas notícias!


A Equipe War Thunder

Ler mais:
Espada da Justiça: Jaguar IS
Pré-reserva: Centauro RGO e Strv 121B Christian II
Teste da nova mecânica de Dano Severo
Roadmap do War Thunder da Primavera até Verão 2024
  • 30 janeiro 2024