War Thunder background
Questões respondidas pelos desenvolvedores

 

Caros jogadores,

Temos outra ronda de questões esclarecidas pelo produtor do War Thunder Vyacheslav Bulannikov!

Aviação

Q. Têm planos para variantes navais dos aviões norte americanos como os F-4B, F-4J e F-4S? Neste momento temos apenas variantes da USAF.

  • Sim temos planos para tal.

Q. Com a expansão do nível VI da aviação, os mísseis tornaram-se um elemento chave no combate aéreo. Dado que alguns aviões agora têm a escola de 3 mísseis, é possível ter mísseis stock como os AIM-9B e R-3S?

  • Nós considerámos algumas opções para os aviões de nível elevado.

Q. Algumas nações no jogo como o Japão, Alemanha, EUA e Grã-Bretanha podem ter quase uma linha inteira de hidroaviões com muitos exemplares para capturar zonas em batalhas navais. Vamos ter mais hidroaviões no futuro?

  • Sim.

Q. Iremos ter a expansão para o nível VII da aviação este ano?

  • Continue de olho nas notícias.

Q. Planeiam adicionar sistema de aviso de voz na aviação (‘Bitching Betty’)?

  • Sim, isso pode ser uma adição interessante para o combate de nível elevado.

Q. Planeiam adicionar o IL-40 e suas modificações?

  • Sim temos planos para tal.

Q. É possível implementar nos bombardeiros e outros aviões com tripulação pouco usual, mecânicas de tripulação de tanques/navios com substituição de elementos? É conhecido que nos bombardeiros médios e pesados, se o piloto ou atirador fossem incapacitados, os restantes podiam substitui-los mantendo o avião em condições de combate. Por vezes é pena ver um jumbo quadrimotor ficar sem piloto, contando imediatamente como abate, ou o atirador ficar também incapacitado e ficar sem resposta.

  • O jogo já usa esta mecânica parcialmente, nos aviões com controle duplo, para o abater é necessário abater ambos os pilotos, pelo que se apenas um for abatido, o avião continua voando. No que diz respeito às torres, considere que o atirador também reproduz a possibilidade de destruição, encravamento da arma e equipamento, pelo que se pode tornar impossível disparar dessa posição por várias razões.

Forças Terrestres

Q. Com a adição da sub-árvore da África do Sul, isso significa que podemos ter uma linha de carros leves como os Scorpion, Scimitar, FV721 Fox, Alvin Saladin e Ferret.

  • Sim, temos planos para novos veículos leves para a Greã-Bretanha.

Q. Alguns tanques têm elementos destrutíveis no modelo visual como as saias laterais. Historicamente, veículos como os Tiger II, Jagdtiger e outros iam para batalha com certas partes removidas. Foi considerado permitir customização desses elementos no hangar para permitir a tanques individuais remove-los?

  • Tais opções de customização não foram consideradas. Nós acreditamos que as variantes correntes são variadas e suficientes.

Q. Porque razão os destroços de tanques não arrefecem durante o jogo? Depois do tanque ser destruído, permanece quente como se continuasse ativo, e fica confuso ao usar a mira térmica.

  • A maior parte dos tanques são destruídos por incêndios, pelo que é claro que ao longo de uma batalha no jogo não têm tempo para arrefecer. Outra razão é o facto das estruturas metálicas serem aquecidas consideravelmente pela radiação solar. Quanto à radiação térmica do motor ou gases de exaustão, desaparece após destruição do tanque.

Q. Planeiam implementar o VCC 80 Dardo para a Itália? Se sim, é possível também implementar o Spike LR? Este veículo também usou este ATGM em substituição do TOW).

  • Sim, temos planos para isso. No que toca a armamento guiado, um ATGM como o Spike será um sistema muito desequilibrado devido a suas capacidades. Já assistimos a isso no evento de 1 de Abril quando devido a problemas tecnicos os TOW dos veículos suecos tinham as capacidades do Spike (disparo sobre o horizonte, bloqueio de trajectória e redirecionamento em voo). Sem a utilização em massa de medidas ativas seria demasiado poderoso. Por isso, como opção, estamos considerando implementar uma funcionalidade reduzida destes mísseis, com por exemplo, apenas bloqueio de alvo antes do lançamento e sem correção durante o voo.

Q. Todos os veículos do jogo já receberam blindagem volumétrica? Pode a interação dos projécteis volumétricos com veículos sem blindagem volumétrica causar problemas?

  • Não, nem todos os veículos a possuem ainda, mas estamos a trabalhar no sentido de lançar novos veículos com blindagem volumétrica. É possível definir a blindagem volumétrica se indicar ''dimensões da blindagem no ponto''.

Q. Vão continuar a desenvolver a funcionalidade de blindagem suspensa?

  • Sim, nós vamos introduzir veículos regularmente com diferentes opções de blindagem adicional.

Q. Na árvore britânica, nós temos apenas o Challenger 2 como veículo de topo. Tal como estão cientes, eles não tinham outros carros de combate. Haverá outras opções de adicionar veículos da Commonwealth?

  • Nem todas as variantes dos Challenger 2 estão disponíveis para usar no jogo, e nós vamos continuar a adicionar novas variantes e protótipos com diferentes torres, pelo que o Challenger continuará a servir.

Q. Porque razão não há 3BM60 APFSDS nos T-90A e T-72B3? Afinal de contas, os Leopard 2A6 têm as DM53 e os M1A2 Abrams as M829A1. Há restrições no que previne a introdução destes projécteis?

  • Nós estamos sendo cuidadosos na introdução de munições mais poderosas no topo, cada projéctil destes causa a desvalorização da blindagem. No entanto, a corrente eficácia dos veículos de topo soviéticos, exceto T-80U, ainda são inferiores aos equivalentes ocidentais, pelo que a redução do BR e as novas mecânicas de dano explosivo melhoraram ligeiramente a situação, mas não o suficiente. Por essa razão consideramos introduzir as munições ЗBM-48 “Svinets” na variante de tungsténio para começar.

Armada

Q. Neste momento os tubos de torpedos podem ser detonados e causar a destruição do navio quase instantaneamente. Isto afeta principalmente os contratorpedeiros japoneses, tornando-os difíceis de jogar. Têm planos para refinar esta parte do modelo de dano para tornar os contratorpedeiros com torpedos mais difíceis de explodir?

  • Este problema vai ser corrigido e a chance de explosão vai ser significativamente reduzida.

Q. O evento do War Thunder Warfare 2077 mostrou um interessante UAV Hydra, é possível que esta mecânica funcione também para navios com catapultas?

  • Estas são mecânicas muito interessantes para nós e consideramos variadas aplicações tanto para navios como para veículos terrestres.

Q. Planeiam introduzir Confronto Prolongado Naval RB como modo permanente como helicópteros e aviação SB? Eu gostaria de ver este modo mais frequentemente, o último evento mostrou ter os melhores lados.

  • Não, nós planeamos continuar com eventos intermitentes.

Q. Haverá projetos para couraçados série H para a Alemanha no jogo? Estes navios foram lançados à água mas desmantelados pouco tempo depois. O couraçado Bismark não conseguirá aguentar com os Yamato e Iowa. Nós gostaríamos de ver o projeto H-39.

  • Nós consideramos a possibilidade de adicionar navios similares, os que foram lançados à água mas não concluídos na realidade.

Helicópteros

Q. Há mais helicópteros planeados para a árvore italiana?

  • Sim.

Outras questões

Q. Com o novo hangar, é possível considerar test drive instantâneo que inicie no mapa da base? O mapa parece ser bastante interessante para explorar.

  • Nós temos planos para alterar o test drive, mas pouco provavelmente será uma implementação sem desvantagens. O hangar corrente como mapa para test drive também tem suas desvantagens.

A Equipe War Thunder

 

Ler mais:
Caixa de Ferramentas!
  • 8 abril 2024
Mad Thunder: Rage and Loot!
Evento Inferno Cannon - PLZ 83-130!
Battle Pass: P-51C-11-NT Mustang (China)