Olifant Mk1A

Hoje apresentamos os primeiros carros de combate sul africanos da árvore separada da árvore britânica. Conheça o Olifant Mk1A, uma modificação dos Centurion Mk3 e Mk5 desenvolvida no final dos anos 70 para modernizar a frota de Centurions da África do Sul.

Resumo: Uma modificação sul africana do Centurion com melhorias na mobilidade e retendo o excelente poder de fogo.

Olifant Mk1A, Carro de Combate, Grã-Bretanha, Nível VI

Prós

  • Excelente poder de fogo
  • Melhor mobilidade

Contras

  • Sem melhorias na blindagem
História

Os Centurion entraram em serviço nas forças armadas sul africanas no começo da Guerra Fria nos anos 50, quando adquiriram várias centenas de Centurion Mk.3 do Reino Unido. No entanto a operacionalidade dos carros de combate no ambiente quente da África do Sul trouxe vários problemas, entre eles o sobreaquecimento. Eventualmente a África do Sul vendeu muitos dos seus Centurion à Suiça nos anos 60 de forma a adquirir equipamento enquanto os restantes carros de combate ficaram na reserva.

Com os conflitos dos anos 70, as forças armadas sul africanas foram relembradas da importância das unidades de blindados e vários projetos foram iniciados para modernização dos Centurion. Estes projetos resultaram na criação de dois modelos interinos - os Skoikaan e Semel. No entanto em paralelo, o governo formou uma companhia no setor privado para modernizar os Centurion.

Os trabalhos começaram em meados dos anos 70, com os engenheiros sul africanos a tomar inspiração nos Sho’t de Israel e aplicaram melhorias similares ao que eventualmente se tornou o Olifant. O primeiro protótipo do Olifant ficou concluído em 1976 e foi testado. Pouco tempo depois o Olifant Mk1 entrou em produção em 1978. No começo da década de 80 foi convertido para a versão Mk.1A, que viu a instalação do canhão L7 e outras melhorias.

O Olifant Mk1A permaneceu em serviço nas forças armadas até aos anos 90 quando foi sucedido pelo Olifant Mk 2. No total, cerca de 150 Olifant Mk1A foram produzidos, e alguns combateram em Angola nos anos 80.

image
image

No War Thunder, o Olifant Mk1A vai ser um novo carro de combate da árvore britânica e parte da nova sub-árvore sul africana, que vai ser introduzida na próxima atualização “Ixwa Strike”. Combinando as funcionalidades encontradas em alguns modelos dos Centurion e dos Sho’t Kal Dalet, o Olifant Mk1A oferece aos comandantes uma plataforma bastante equilibrada!

Download Wallpaper:

A longas distâncias os comandantes podem ter dificuldade a distinguir os Olifant Mk1A pelos Centurion Mk.10, ambos são visualmente muito similares. Para além da aparência, estes carros de combate têm armamento quase igual. No caso do Olifant Mk1A, está esquipado com o canhão de 105 mm GT-3 , uma modificação sul africana do conhecido L7. Retendo a elevada cadência de tiro e excelentes características balísticas, o canhão GT-3 permite disparar uma vasta gama de munições,desde subcalibre APFSDS a HEAT-FS!

Mais, uma das áreas em que o Olifant Mk1A oferece uma melhoria significativa em relação aos Centurion britânicos é a mobilidade. Ao contrário dos parentes britânicos, o Olifant Mk1A está equipado com um motor diesel Continental de 750 cavalos, permitindo ao veículo alcançar os 45 km/h em estrada para a frente 15 km/h marcha a ré. Ao nível da mobilidade, o Olifant Mk1A é bastante similar ao Sho’t Kal Dalet, já conhecido de muitos comandantes do jogo.

No entanto, enquanto os comandantes valorizem as melhorias na mobilidade, também temos de nota que o Olifant Mk1A não possui melhorias ao nível da blindagem. O resultado é um desempenho pobre em combates de proximidade. A melhor forma de usar o Olifant Mk1A é como veículo de suporte de segunda linha em mapas urbanos, e tiro de longo alcance em mapas abertos. De qualquer forma, a mobilidade e poder de fogo permite ao carro de combate ser bom em ambos os campos.

O Olifant Mk1A está a chegar à árvore britânica de carros de combate como parte da sub-árvore da África do Sul com o lançamento da atualização “Ixwa Strike”. Entretanto, continue de olho nas notícias!


A Equipe War Thunder

 

Arquivos de cookies

Esta página utiliza cookies. Ao continuar a aceder esta página, você concorda com a utilização de cookies.