BMP-2 e BVP-2: visões diferentes da Rússia e República Checa

Nós continuamos a publicar estórias reais dos veículos de combate do War Thunder. Hoje vamos falar acerca do russo BMP-2 e da variante checa BVP-2, com dois convidados, um motorista do BVP-2 e um atirador do BMP-2.

Tem experiência na condução de um BVP-2 do 72º Batalhão Mecanizado, Přáslavice, República Checa.

Por favor conte-nos algo sobre si. Entrou no exército enquanto voluntário ou recrutamento?

Eu nasci em 1992, por isso não entrei via serviço militar obrigatório. Como eu queria servir no exército desde criança, decidi alistar-me. Eu aprendi carpintaria e assim que terminei alistei-me no exército checo em 2011. Comecei como engenheiro, o que me atraiu para as unidades mecanizadas. Quando entrei na 7ª Brigada Mecanizada eles perguntaram-me se queria conduzir e eu disse que sim, pelo que me candidatei ao curso de condução BVP.

 

Participou em operações estrangeiras (tanto quando sei a 7ª Brigada esteve envolvida no Afeganistão e Mali)?

Eu não participei em missões no estrangeiro. Eu apenas participei em exercícios militares no estrangeiro.

A versão checoslovaca do BVP-2 tem alguma diferença quando comparado com a versão original soviética? Chegou a conduzir o original soviético BMP-2? Qual deles escolheria para batalha?

O meu pequeno monstro foi feito em 1990 na Checoslováquia. Eu não vi a versão russa, mas pelo que ouvi, as diferenças eram mínimas, talvez a penas a instalação eléctrica. Para batalha? Hoje não quero entrar em combate real com ele, embora esta máquina pode ser uma eficaz máquina de combate.

Passou por veículos similares dos países ocidentais? Se sim, como classifica o BVP-2 em comparação?

Durante exercícios no estrangeiro encontrei os alemães Puma, os austríaco ASCOD e o americano Stryker, e cheguei a conduzir o sueco CV90. Bom, o BVP tem uma vantagem todo-o-terreno imbatível. É um monstro que não tem medo do terreno mais difícil.

Trocaria seu BVP-2 por algo diferente?

Se tivesse de ir para combate, sim. O seu tempo chegou. Falta-lhe imagem térmica, a proteção é fraca, é muito apertado no interior, etc.

Lembra-se de algum incidente divertido relacionado com seu veículo?

Uma vez durante treinamento tentei entrar na posição onde era suposto passarmos a noite. Era provavelmente uma cratera antiga com árvores. Cabíamos lá, mas não conseguíamos colocar o veículo devidamente no interior. Quando estava a andar com o veículo para o local, comecei a subir uma árvore marcha a ré e quando os ramos começaram a entrar pelo guarda-lama, partiram-no. Estive a noite inteira a martelar em cima do meu veículo. A companhia inteira ria-se de mim enquanto o martelo ecoava por toda a floresta. Eles deram-me a alcunha de Leontine. De acordo com as lendas checas, Leontine era a filha de um cavaleiro e que lhe martelava a armadura...

Disparou ATGM durante operações de treinamento, e se sim, qual foi a maior distância do alvo a que disparou? Há restrições no uso de ATGM?

Nós disparávamos a alvos a cerca de 3-4 km de distância. Ocasionalmente, durante o voo do foguete, o fio partia e o foguete perdia o controle. Em geral era rápido como um raio, só demorava um pouco mais a recarregar.

Há problemas com o disparo ativo de autocanhões de 30 mm?

O canhão 2A42 é bom e exato enquanto a munição não estiver encravada. O problema está no sistema de alimentação que a leva dos ''rins'' (compartimento da munições). Por vezes os cintos ficam de tal forma presos que o motor do sistema eléctrico de alimentação não consegue puxar nada.

Que tipos de munição viu e usou, alguma vez usou BPS (3UBR8)? Como avalia em geral a plataforma BMP-2, a exatidão e potência do canhão, o estabilizador e capacidade de disparar em movimento?

Nós usávamos munições penetrantes tracejantes. Quanto ao armamento, o veículo era bom, o comandante podia controlar o armamento principal em casos de emergência. O canhão é exato tanto parado como em movimento. Em movimento, a posição do canhão tem de ser observada para que não atinga um obstáculo como uma árvore, na eventualidade do atirador estar distraído com outras atividades.

image

Qual foi o tempo máximo que gastou no interior do veículo sem sair e como se sentiu?

Penso que foi cerca de 17 horas durante treinamento. O que posso dizer? Muito quente, barulhento, fazer necessidades para dentro de uma garrafa vazia... 

Usou outros BMP (BMP-3, BMP-2M)? O que pensa deles?

A única diferença entre o 1 e o 2 é que o 2 tem mais um amortecedor, diesel spill no motor e uma torre diferente, o que aumenta a sua massa total em cerca de uma tonelada. Eu vi apenas um BMP-3 num vídeo, pelo que não posso falar dele. 

O que nos pode dizer acerca da flutuabilidade do BMP-2, alguma vez ultrapassou obstáculos com água?

Para o veículo flutuar em segurança é necessário usar novas lagartas, pois degradam-se de forma similar aos pneus, guarta-lamas mais largos e com espuma, selar todo o veículo som selante e finalmente substituir o periscópio do motorista para ver acima da linha de água. O veículo nada bem e reage bem. 

Como e quando encontrou o War Thunder, o quão frequentemente joga e o quê? Que modos prefere? O que gostaria de alterar?

No começo de 2019 instalei o WoT no celular/telemóvel. Joguei durante dois dias e foi suficiente para o apagar e tentar o War Thunder no PC. Este jogo captivou-me por completo. Eu jogo quando tenho tempo, quase diariamente. Gosto dos gráficos e dos modelos e do mundo em si. Em particular não há sistema de hitpoints. Jogo frequentemente Assalto (aviões e tanques) e gostaria de sigerir mais mapas, novas tarefas e alterar as regras (exemplo: para que não haja mais helicópteros que carros de combate) Também jogo muito batalhas realísticas aéreas e terrestres, e também simulação terrestre.

Como se sente quando jogou pela primeira vez com o BMP-2 no jogo?

Esse era o meu objetivo.  Eu queria te-lo o mais depressa possível, mas ironicamente combati mais tempo com o BMP-1 devido ao seu BR mais reduzido. Quando tive a oportunidade de o testar pela primeira vez, comecei a fazer besteira e a olhar para os detalhes. Não desapontou e é uma beleza de conduzir. 

 

O que pensa do movimento, som e aparência do BMP-2 no jogo, o quão se assemelha à experiência real?

O modelo é graficamente perfeito e não conheço um jogo que seja melhor. O aspeto visual corresponde à realidade. O som do motor é diferente, o verdadeiro tem mais sons de estalos, é mais agressivo e barulhento. Na realidade de noite, por vezes pode ver-se fagulhas saindo do tubo do exaustor, o que penso que pode não ser algo mau a adicionar ao jogo. Seria bom ver os efeitos gráficos de alguns outros veículos. O som do estabilisador é de facto mais ruidoso na realidade. O som dos disparos não corresponde à realidade. Os flash durante os disparos devem voar para o lado se houver freio de boca. 

Pode dar algum conselho aos jogadores do BMP-2?

Em RB, recomendo bater terreno, marcar inimigos e emboscar. Use a mobilidade para ultrapassar obstáculos e ganhar posições mais vantajosas e esperar pelo momento adequado para atacar, e então reposicionar. Mantenha o instinto de auto-preservação e actua de acordo com isso.

Atirador de um BMP-2, participou na Operation Peace Enforcement, serve desde 2008 até hoje. Jogador do War Thunder desde 2014.

image

Por favor diga-nos algo acerca de si. Como se juntou ao exército? Foi algo que sonhou desde criança?

Desde muito novo, eu sempre tive interesse em armamento e veículos militares, assim como história de como foram criados e usados. Foi isso que me levou a entrar no exército. Posso dizer que queria chegar aqui. Eu queria aprender algo útil e tocar nos veículos que sempre tive interesse. Até aos dias de hoje não me arrependo da minha escolha.

image

Quais eram seus objetivos de combate durante a Operation Peace Enforcement? Que armamento e veículos seus inimigos usaram contra si? O que foi mais difícil?

Eu já tinha servido na altura e tinha assinado um contrato. Em 8 de Agosto, nós na 19ª Brigada em Vladikavkaz estavamos numa formação de emergência devido ao ataque da Georgia sobre a Ossétia do Sul. As informações indicavam que a 7ª Divisão de Assalto seria a primeira a ser enviada. A nossa missão era organizar o avanço para a zona de formação do comboio de forma urgente e então avançarmos para Tskhinvali e proteger as unidades que já lá estavam. Nós estávamos atarefados de impedir qualquer contra-ofensiva do inimigo.

Nós fomos apresentamos com praticamente a reserva inimiga: Caminhões Toyota Hilux, T-72 e VBTP.

O mais difícil foi manter a postura pois quando estamos sentados num veículo e todo o mundo está falando no RADIO, não sabemos o que fazer. Também foi um desafio atirar praticamente às cegas para um edifício sem saber quam e onde estamos a disparar.

Eu entendi bem, você esteve 12 anos no mesmo veículo? Estava bem preservado? Como manteve sua condição?

Sim, nós usamos principalmente veículos antigos, aqueles que foram renovados na fábrica. Eles estavam bem preservados e temos de manter suas condições de prontidão a todo o momento. Por vezes não temos peças, mas quando aparecem, rapidamente se torna operacional novamente.

Pode nos contar algum incidente menos normal com seu veículo?

Sim tivemos muitos. Por exemplo, há alguns anos atrás, no verão, o meu mecânico não colocou uma pequena cobertura sobre o compartimento do motor após reparações na bomba de água. Quando estávamos a ir para os exercícios táticos do batalhão no campo de treinos de Dzartsemi, nós subimos uma montanha na traseira dom comboio. Uma pedra caiu para dentro e partiu o tubo do fluido de refrigeração, e a água começou a sair. Nós parámos o veículo e reportámos o incidente. Fomos informados que o veículo tinha de chegar ao campo de treino dentro de uma hora de qualquer forma. Nós corrigimos o problema rapidamente. Colocámos lá um tubo de borracha. Após isso carregámos 45 litros de água de um reservatório com apenas garrafas. Foi bom que estava bastante perto, caso contrário o motor ficaria “conked out” e não sairíamos dali, só com um veículo de resgate.

O sistema anticarro do BMP-2 não está apoiado por um sistema onboard, pelo que acontece haver informação que o alcance do ATGM é de 4000 metros e pode ser limitado pela bateria. É verdade?

Sim é verdade, mas é um problema em muitos veículos, não apenas neste. Os veículos são antigos. Em um deles, o gerador do motor não funciona, noutro a bateria ácido-chumbo simplesmente não existe, não há voltagem suficiente. Sem isso, até mesmo o estabilizador não funciona.

Alguma vez disparou o ATGM e se sim, qual é seu alcance máximo? Há muitas limitações no uso do ATGM?

Eu pessoalmente tive de disparar apenas duas vezes durante exercícios.

Nós disparámos à distância de 1,5–2 km, e as únicas limitações foram o número de munições e trajetória de disparo.

Durante a Operation Peace Enforcement, tinha os sistemas anticarro prontos no veículo?

Sim, tínhamos. Não sei se todo o mundo os tinha, mas foram-me dados três ATGM 9M111. Eles estavam nas suas posições o tempo todo, e não tive de disparar nenhum, graças a deus.

Há problemas ao nível dos gases durante os disparos da arma de 30 mm?

Sim, e havia outro problema, como todo o calor, a caixa de controle BU-25 deixava de funcionar quando sobreaquecida. A caixa do fusível sobreaquecia e a ventilação deixava de funcionar. Este problema ainda existe hoje. Era-nos permitido abrir todas as escotilhas da torre, e por vezes quando havia muitas munições a ser disparadas, também abríamos as escotilhas do compartimento da tripulação. Caso contrário, o atirador podia simplesmente asfixiar com os fumos, o que acontecia frequentemente.

Usou visão noturna e o que pensa dela?

image

Sim, nós usamos visão noturna extensivamente sempre que disparamos de noite. Não o podemos fazer sem ela. A razão principal é segurança, e isso é muito bom em um veículo que serve desde a Guerra do Afeganistão.

Que tipos de munição viu e usou? Alguma vez usou munições APCR 3UBR8? Como classifica o armamento do BMP-2, sua exatidão e poder de fogo, estabilizador e capacidade de disparar em movimento?

Eu vi e usei munições AP-T-30, HEF-I e HE-T. Eu até tive de as disparar literalmente há dois dias durante um exercício de ataque. Infelizmente nós não temos as 3UBR8.

O alcance do armamento em si é muito bom. Aguentou a sina do tempo, e se me perguntar, tem uma Kalashnikov. Podemos facilmente reparar a arma em condições operacionais. A sua exatidão depende da calibração com a mira. Eu, antes e depois de cada operação, inspeciono todo o veículo até ao mais pequeno dos parafusos e ajusto a mira como cano. A exatidão é tal que os meus camaradas e eu literalmente derretemos os alvos com nossas munições.

Os estabilizadores são bons, mas são antigos, e não têm nada para bloquear alvos. Em movimento, é possível disparar se for bom o suficiente.

A política de uso dos VCI e tropas mecanizadas incluem a possibilidade de gastar bastante tempo dentro do veículo (por exemplo em caso de exposição prolongada a agentes químicos e radiológicos) ou durante operações militares. Qual é o mais longo período de tempo que gastou dentro de seu veículo e como se sentiu?

O máximo que estive dentro do veículo foi dez horas. Na altura estávamos a ir em direção a uma cidade, e não queríamos sair para não apanhar balas perdidas. Ao nível de como me senti, posso apenas dizer que é difícil. Primeiro é muito quente no interior. Segundo, mesmo se as operações decorrerem durante o dia quando todas as escotilhas estiverem abertas, é muito escuro no interior, pelo que quando se acaba o ar fresco, os olhos começam a arder muito.

Durante manobras de larga escala nós temos regulamentos para ter todos os membros no interior com fatos NBC. Isso não é muito agradável, especialmente ao ser despido após suar todas as roupas.

Alguma vez usou outros VCI (BMP-3 ou BMP-2M)? O que pensa deles?

Nunca vi o BMP-2M, mas gostaria muito de ter um. Eu vi o BMP-3 em uma missão em Yelan no centro de treino. Depois disso penso que o BMP-3 é demasiado grande para qualquer local, e é muito difícil esconder-se e colocar camuflagem. Com o BMP-2 as coisas são muito melhores a este nível. Para ser justo, tenho de dizer que o carregamento das munições no BMP-3 é muito mais simples. No BMP-2 é difícil de carregar rapidamente e sem deixar que a alimentação encrave durante os disparos.

O que pode dizer acerca da capacidade todo-o-terreno e flutuabilidade do BMP-2? Alguma vez teve de ultrapassar cursos de água?

A sua capacidade todo-o-terreno é boa, mas tudo o resto depende do condutor e sua relação com o veículo. Um motorista experiente pode ir da Ossétia do Sul a Moscovo parando apenas para abastecer, enquanto um sem experiência pode ficar atascado facilmente, o que de facto aconteceu, ou parar as lagartas em terreno nivelado, e até isso já aconteceu.

Não posso dizer muito acerca da flutuabilidade. Nunca tive de o usar dessa forma, mas vi outros a fazê-lo e de cá de fora parece bom. Para o propósito que foi desenhado, a flutuabilidade é um bónus decente.

image

Em que circunstâncias jogou pela primeira vez War Thunder? O quão frequentemente joga e que unidades usa mais? Que modos prefere?

Jogo War Thunder desde 2014 se não antes. Jogo principalmente com veículos soviéticos e jogo Arcada e Simulação. Jogo Arcada de forma a desfrutar dos gráficos, som e jogabilidade, e jogo Simulador para sentir algum realismo tal como no trabalho.

Como se sente quando jogou pela primeira vez o BMP-2 no jogo?

Na verdade assim assim, e os aspetos positivos como ''aqui está o que o meu VCI consegue fazer''. Tenho uma sensação de satisfação e paz, pois aqui a guerra é apenas na tela do computador e os jogadores podem ver estes veículos em ação sem estar na guerra.

O que pensa da forma como o BMP-2 reage, o som e aparência no jogo? O quão perto está da sua própria experiência?

Com a atualização que adicionou novos sons, eles parece muito próximos do verdadeiro som, mas tudo dentro dos veículos, o motor e o som dos disparos, o som é muito mais ruidoso. Em termos de resposta, no jogo é quase como na vida real, exceto que na realidade acelera mais lentamente e apenas consegue virar eficazmente na segunda mudança. Isto torna mais fácil para o veículo virar no local e reduzir o raio de viragem.

O que pensa acerca do disparo do BMP-2 no jogo? O quão perto está da sua experiência?

Os disparos no jogo estão implementados exatamente como são na realidade, com diferentes cadências de tiro: tiro individual, assim como rajadas lentas e full auto.

Na realidade, eu disparo primeiro três tiros de forma a ver a distância ao alvo, e então disparo para danificar.

Tem algum conselho que possa dar aos jogadores acerca do BMP-2?

Este veículo não é adequado de qualquer forma para assalto. Este é um veículo para flanquear e entrar por trás do inimigo, para emboscadas e posicionamentos inteligentes. Para o colocar de forma simples, é para disparar dos arbustos. O canhão de 30 mm e o ATGM representam um sério poder de fogo contra o inimigo, por isso é importante usa-los de forma inteligente. E nunca se esqueça de mudar de posição de fogo.

Se tem conhecimento aprofundado acerca dos veículos de combate do War Thunder e gostaria de partilhar suas memórias do serviço militar e impressões do jogo, por favor envie um email para [email protected]

Entrevistas anteriores:


A Equipe War Thunder

 

Arquivos de cookies

Esta página utiliza cookies. Ao continuar a aceder esta página, você concorda com a utilização de cookies.