War Thunder background
MS-15: Armada italiana está a chegar ao War Thunder!

Estamos orgulhosos por poder revelar que na próxima atualização do War Thunder iremos introduzir a armada italiana ao jogo! Estamos ansiosos por mostrar estas belas máquinas de guerra nos próximos devblogs, por isso continue de olho nas notícias!

Hoje vamos apresentar um dos navios que farão parte da árvore de pesquisa - o torpedeiro MS-15.

Resumo: Um torpedeiro italiano dos anos 40 baseado nos Schnellboot alemães, com excelentes navegabilidade e poder de fogo.

MS-15, Torpedeiro, Itália, Nível I.

Prós

  • Excelente mobilidade
  • Bordo livre reduzido

Contras

  • Leve proteção
  • Tripulação reduzida
História

Nos primeiros anos da Segunda Grande Guerra, a armada italiana apercebeu-se das desvantagens da série MAS de lanchas torpedeiras. Os navios deste tipo tinham excelente velocidade, mas a navegabilidade era reduzida, o que levou a Regia Marina a procurar um navio que pudesse abordar este problema no inicio dos anos 40.

A resposta veio rapidamente com a queda da Jugoslávia e subsequente apreensão da sua limitada força naval pelos italianos. Ao encontrar os antigos Schnellboots alemães da classe Lürssen, os italianos concluíram rapidamente que estes navios eram ideais para preencher as lacunas na armada. Como tal, os exemplares capturados foram para a Itália e desenhos quase idênticos foram construídos pela CRDA. O desenho, designado CRDA 60t, apenas diferia na unidade de energia e armamento italianos, enquanto o restante permaneceu virtualmente idêntico ao original.

O primeiro CRDA 60t foi concluído em Abril de 1942, chegando mais tarde a 36 unidades construídas. O CRDA 60t combateu pela primeira vez no verão do mesmo ano. Um dos mais notórios sucessos da sua carreira foi em Agosto de 1942 contra o HMS Manchester e outros navios britânicos, onde os MS 16 e MS 22 ficaram com o pódio dos maiores afundamentos da guerra de lanchas torpedeiras.

Alguns navios desta classe também serviram na Kriegsmarine, particularmente os que foram capturados pelos alemães após assinar o armistício em 1943, Dos 36 CRDA 60t, 16 foram perdidos durante a guerra. Um punhado de unidades sobreviveram e foram entregues às armadas francesa e soviética após o armistício. O último e modernizado CRDA 60t foi descomissionado em 1979, marcando 37 anos de serviço.

image
image

No War Thunder, a classe CRDA 60t será representada por várias unidades. Uma delas é o MS-15 1a, um navio da primeira série de produção. Juntamente com outros navios únicos italianos, o MS-15 formará a base da nova árvore italiana, que chegará na próxima atualização.

Oferecendo uma combinação equilibrada entre navegabilidade e poder de fogo, o MS-15 1a será a escolha perfeita para começar em grande na armada italiana. O MS-15 1a consegue alcançar os 33 nós, ou 61 km/h, graças a três motores a petróleo de 1150 cavalos, totalizando nos 3450 cavalos. Embora não ganhe corridas no mar, o navio possui uma boa agilidade e um bordo livre reduzido, tornando-o relativamente difícil de acertar.

O feito mais notável do CRDA 60t foi o cruzador leve HMS Manchester em Agosto de 1942, o maior navio destruído por um torpedeiro na guerra.

Por falar em acertar em alvos, o MS-15 está equipado com um canhão de 20 mm Breda montado na proa e popa. Suas munições são relativamente mais fracas que outras de 20 mm, mas não deixam de ser eficazes contra aeronaves. Por último, o MS-15 tem acesso a dois tubos de torpedos de 533 mm montados na proa. Os torpedos são capazes de afundar navios entre 3 e 12 quilómetros de distância, dependendo das modificações aos mesmos.

No entanto, tal como muitos navios dos níveis iniciais do War Thunder, o MS-15 possui uma tripulação de apenas 19 marinheiros. Como resultado, o navio é relativamente frágil e não consegue sobreviver incêndios graves, prevalecendo a importância da manobrabilidade.

Ler mais:
A Linha de Aeronaves da Hungria chega à Árvore Italiana!
  • 29 fevereiro 2024
Buccaneer S.2B
VTT DCA
Wessex HU.5: O Helicóptero da Rainha
  • 26 fevereiro 2024