War Thunder background
Serviço Aéreo do Exército Imperial Japonês
Atenção! Esta notícia foi publicada na versão antiga da página. Pode haver problemas com a mostragem da mesma em certas versões do navegador.

Camuflagem da com insígnia da 244ª Sentai, QG Chutai, Tóquio, Japão,1944. Camuflagem feita por S.F. Radzikowski "Gudkarma".
Camuflagem disponível no jogo graças ao Programa de Partilha de Lucros do War Thunder por 200 

A aviação militar japonesa, tal como as de muitas outras nações, teve as suas horigens humildes no uso de balões para fins de reconhecimento. Os balões de observação foram usados com algum sucesso durante a guerra entre o Japão e a Rússia nos anos de 1904-05, mostrando ser as sementes de uma orgulhosa tradição de aviação dentro das forças militarizadas japonesas. No entanto, nas décadas inicias desta tradição sería afetada severamente, por vezes quase destroçada por rivalidades internas: os trabalhos de cooperação entre o Exército Japonês e a Armada  eram nada mais nada menos que catastróficos.

Em 1909, um engenheiro naval japonês conseguiu construir e voar a primeira aeronave japonesa. Anos mais tarde, o Exército Japonês respondeu com a importação de um biplano francês. No entanto, a Primeira Grande Guerra viu a Armada Japonesa liderou à frente do exército - mais notavelmente em 1914 quando os pilotos navais japoneses se tornaram os primeiros do mundo a efetuar missões de ataque a partir de um porta-aviões: o porta-aviões HIJMS Wakamiya Maru, em apoio às forças aliadas.



No entanto, os consideráveis saltos e pontes feitas durante a Primeira Grande Guerra levou a uma injeção de entusiasmo no comando do Exército Japonês, e após o final das hostilidades e como apoio militar, maiores números de aeronaves foram importadas das aliadas Grã-Bretanha e França. Alguma experiência de combate foi obtida durante a intervenção Siberiana de 1918-1922, durante o apoio às forças Exército Branco, enquanto no japão, a industria expandia com aeronaves de combate europeias sob licença, sendo então desenvolvidos os próprios desenhos.

A rivalidade intensa com o Serviço Aéreo Naval Imperial Japonês continuou nos anos 30, particularmente quanto ambos os ramos participaram na segunda Guerra Sino-Japonesa. Enquanto a Europa via o poder aéreo com potencial nos céus da Espanha, batalhas aéreas também ocorreram sobre a China.  Em 1937, o Serviço Aéreo do Exército Imperial Japonês executou o primeiro raide transoceânico na história, quando alvos na China foram atacados por bombardeiros estacionados no Japão e Taiwan. Em 1938, o Exército Japonês introduziu o seu primeiro caça monoplano na China, o Nakajima Ki-27.



Leia mais acerca do Serviço Aéreo do Exército Imperial Japonês no fórum oficial do War Thunder!


Numa das futuras atualizações iremos introduzir os seguintes decalques ao War Thunder:

39ª Sentai da FAEIJ 
Marca da Cauda 2ª Chutai
62ª Sentai da FAEIJ
Marca da Cauda 3ª Chutai
Emblema ''Águia Vermelha''
da 64ª Sentai da FAEIJ
47ª Sentai da FAEIJ
Marca da Cauda 1ª Chutai

Decalques feitos por Jej 'CharlieFoxtrot' Ortiz & Colin 'Fenris' Muir


Acerca do Autor

     

Mark Barber, Consultor Histórico do War Thunder

Mark Barber é um piloto da British Royal Navy's Fleet Air Arm. O seu primeiro livro foi publicado pela Osprey Publishing em 2008; subsequentemente, ele escreveu vários títulos para a Osprey e também publicou artigos para várias revistas, incluindo a revista de aviação 'FlyPast', topo de vendas no Reino Unido. A sua área de interesse principal é a British Naval Aviation nas primeiras e segunda guerras mundiais e o RAF Fighter Command na Segunda Guerra. Ele trabalha atualmente com a Gaijin Entertainment como Historical Consultant, ajudando a gerir a Secção Histórica dos fóruns do War Thunder e liderando a série Áses do Mês.

Ler mais:
Caixa de Ferramentas!
  • 8 abril 2024
Mad Thunder: Rage and Loot!
Celebre o Dia Internacional do Voo Espacial Tripulado com um Decalque Temático!
  • 12 abril 2024
Thunder Show: FIRE ARC
  • 12 abril 2024