War Thunder background
AMX-50 Surbaissé

Da última vez, discutimos, como o projeto AMX-50 amadureceu para um estado praticamente acabado, mas não conseguiu entrar na produção em série devido à falta de fundos e falta de demanda na Europa. No entanto, com o conflito com a União Soviética a tornar-se cada vez mais provável, o projeto AMX-50 recebeu uma lufada de ar fresco após o desenvolvimento ser reiniciado, a fim de atualizar o design para os mais recentes padrões, capazes de combater a próxima geração de tanques soviéticos.

History

No verão de 1951, o trabalho em uma versão AMX-50 armado com um poderoso canhão de 120mm começou com um pedido de 10 veículos de pré-produção a serem construídos pelo DEFA (France’s weapons design bureau). O objetivo do veículo era fornecer aos exércitos dos aliados ocidentais uma alternativa ao novo M103 americano e aos tanques pesados dos britânicos Conqueror. O objetivo era criar um tanque com poder de fogo igual ao do homólogo americano e britânico, mas ao mesmo tempo fornecer uma plataforma mais barata, mais leve e mais ágil. O mais importante para o novo veículo no entanto, foi a capacidade de combater eficazmente os novos tanques soviéticos fortemente blindados, como o IS-3 e o T-10. Isto era assegurado pela instalação do canhão americano de 120mm T53. Para encaixar o novo canhão e o seu carregador automático acoplado no chassis AMX-50, e foi instalada uma nova torre oscilante. Era muito maior, com perfil mais alto e mais pesado do que o anterior. A armadura no casco também foi aumentada para 90mm, elevando o peso do veículo para 59,2 toneladas. Em 1955, o novo AMX-50 Surblindé (blindado por cima) recebeu uma torre inferior e um casco diferente, assemelhando-se à do IS-3, na esperança de aumentar a proteção. Em vez disso, o peso foi aumentado para 64 toneladas, o que subsequentemente levantou questões mecânicas causadas por a insuficiência de potência do motor e uma suspensão fraca durante o teste.

 

Isto levou à reconsideração de todo o projeto, e em 1958, e resultou no AMX-50 Surbaissé (rebaixado). Esta versão final do projeto AMX-50 incorporou um casco de rebaixado e uma torre mais alta, mas mais leve. Enquanto o peso foi reduzido para 57,8 toneladas, o veículo finalmente recebeu sua designação de tanque pesado. No entanto, com as questões do motor, a atormentar a série desde o início, permaneceram devido ao peso excessivo, e foi feita a decisão de abandonar o projeto em 1959 a favor do novo projeto conjunto "Europanzer", que viria a resultar nos tanques AMX-30 francês e Leopard I alemão. No total, apenas 6 protótipos da série AMX-50 foram construídos, através de todas as suas etapas de desenvolvimento. Apesar de ser visto como um projeto fracassado, o AMX-50, acidentalmente semelhante ao Ari-44 que tentou substituir, serviu apenas como um valioso "Playground" experimental para os engenheiros franceses reunirem experiência. A nova experiência certamente seria colocada em bom uso durante o desenvolvimento do Europanzer, e mais tarde, o AMX-30. Apenas um AMX-50 sobrevive hoje, ou seja, o protótipo final (AMX-50 Surbaissé) no Museu do tanque francês em Saumur.

 

 

No War Thunder, o AMX-50 Surbaissé representa o pináculo da linha de tanques pesados da árvore de pesquisa francesa de forças terrestres acrescentada com a atualização 1.75 "la résistance". Sendo um veículo de Rank cinco, os aspirantes a comandantes do Surbaissé podem esperar nada menos que um desempenho superior do tanque pesado francês mais avançado atualmente presente no jogo. Apenas a olhar para o Surbaissé, não deverá vir nenhuma surpresa porque o destaque do veículo é o seu canhão maciço de 120mm. Sendo muito semelhante ao canhão apresentado no M103 e disparando a mesma munição perfurante, o canhão do Surbaissé's tem praticamente propriedades balísticas idênticas quando comparado com seu semelhante americano. No entanto, o Surbaissé tem uma vantagem distinta sobre o seu homólogo americano, ou seja, um mecanismo de auto carregamento. Este último permite que o Surbaissé consiga uma taxa consistente de fogo de 8 tiros/minuto, que se traduz aproximadamente em um tempo de recarga entre tiros de 7,5 s. Em contraste, o M103 mal consegue atingir nem metade dessa taxa de fogo com o seu carregamento de munição manual. No entanto, uma vez que o carregador automático tem que ser recarregado manualmente com munições, os comandantes do Surbaissé podem esperar estar fora de combate cerca de 50 s antes de estarem prontos para disparar novamente.

Download Wallpaper:

Embora um tempo de recarga de 50 s possa parecer bastante longa, os aspirantes a comandante do Surbaissé têm um truque na manga para evitar esta recarga inteiramente. Como o carregador automático do Surbaissé é capaz de realizar 19 tiros antes de precisar ser reabastecido, os jogadores podem confortavelmente apenas fazer uma única recarga de munição em batalha, desde que possam fazer uso de cada tiro e evitar gastar munição em alvos para os quais uma morte rápida não possa ser garantida. Além disso, esta tática tem um benefício adicional de reduzir uma eventual explosão das caixas de munições devido ao número reduzido de balas presentes no veículo. Quando a proteção está em causa, o Surbaissé tanto ganhou e perdeu neste departamento em comparação com modelos anteriores. Por um lado, a espessura da armadura foi aumentada em comparação com o modelo anterior, mas ao mesmo tempo, o perfil do veículo também foi aumentado, tornando-se mais fácil de ser avistado no campo de batalha. A blindagem frontal fortemente angulada do casco e da torre pode ocasionalmente fazer ricochete a balas de perfuração convencionais. No entanto, tiros mais avançados de sub-Caliber, bem como munição explosivas ainda serão capazes de penetrar com facilidade a armadura relativamente fina do Surbaissé se forem dadas oportunidades. Para resumir, o Surbaissé tem melhor performance quando empregado agressivamente, mas não como um tanque pesado da linha de frente. Embora o canhão seja excelente o veículo pode eliminar quase qualquer coisa que enfrenta no campo de batalha, o Surbaissé em si também pode rapidamente cair vítima de sub-calibre comumente usado e munições químicas usadas nas patentes mais altas. Assim, é altamente aconselhável usar o Surbaissé como um veículo de apoio agressivo, fornecendo um devastador fogo de cobertura para os seus aliados e potencialmente partir as defesas do inimigo para permitir um avanço.

O Surbaissé conclui o cronograma de desenvolvimento principal da série de veículos de combate AMX 50, mais um veículo lendário, que foi um desenvolvimento lateral do AMX 50, continua encoberto. No entanto, esta história vamos deixar para a próxima vez. Até lá, comandantes!

carros de combate franceses na loja da Gaijin.net


A Equipe War Thunder

Ler mais:
Assista ao Air Superiority 2024 e Receba Prêmios Exclusivos dos Twitch Drops!
  • 10 maio 2024
Samurais blindados: MBT japoneses
Seguindo o Roadmap: Classificações de Batalha Separadas para Modos Diferentes e Mais Informações
  • 22 maio 2024
Dia Nacional do Marinheiro na França: Um Decalque e o Retorno do Duguay-Trouin!
  • 22 maio 2024