War Thunder background
Canadair CL-13 Mk 5 Sabre
Atenção! Esta notícia foi publicada na versão antiga da página. Pode haver problemas com a mostragem da mesma em certas versões do navegador.


Canadair Sabre CL-13 Mk.4 da RCAF, aeronave 19627 (XB753) do Esquadrão 422 “Tomahawk” , Baden (setembro de 1943),
camuflagem feita por MightyArrow | download


O Canadair CL-13 Mk 5 Sabre no War Thunder

O Canadair CL-13 Mk 5 é um dos dois aviões a jato de topo germânicos, juntamente com o MiG-15Bis. Enquanto o MiG é uma escolha popular de muitos jogadores, o CL-13 é um avião com uma performance extremamente elevada, possuindo uma das mais rápidas velocidades do jogo. Colocado no Nível V no final da icónica linha dos Messerschmitt, o CL-13 segue o trio dos Me 262, que por sua vez seguem-se aos lendários Bf 109.

Visão de Raio-X do CL-13 Mk 5

Ofensivamente o CL-13 está equipado com metralhadoras Browning M3 6 x 12.7 mm (.50 cal) com um total de 1800 munições. Embora estas podem não ter o poder devastador das combinações de 23 e 37 mm dos MiG, as seis metralhadoras montadas no nariz serão mais que suficientes para combates de jatos, com as munições penetrantes incendiárias e com traço M20 a serem uma escolha popular. Como resultado de um menor calibre, o CL-13 tem uma maior capacidade de munições que o MiG-15 ou o Sabre F-2, o que significa maior tempo de combate e maior margem de erros para errar nos encontros. Isto dá aos pilotos mais margem de manobra em situações limite, com uma boa disciplina de tiro e pontaria, significa menos idas de volta ao aeródromo para rearmar. O CL-13 Mk 5 também possui um variado leque de equipamento externo para desempenhar o papel de ataque ao solo, caso seja necessário. 16 Rockets HVAR de 127 mm ou duas bombas de 1000 lb AN-M65 podem ser carregadas debaixo das asas para apoiar em ataques a alvos mais pesados. Isto irá resultar, como é óbvio, muna enorme perda de performance devido ao atrito extra.

Tal como muitos jatos de tipo, a energia é chave para a sobrevivência. A altitude e velocidade são essenciais para a sobrevivência, ou o falhanço em combate, pois não pode virar com o seu equivalente ou manobrar com muitos jatos britânicos. Enquanto o Sabre possui freios, estes devem apenas ser usados em situações extremas ou em aproximações a aterragens. A perda de velocidade ou energia a baixas altitudes irá tornar o CL-13 simplesmente numa presa fácil para as aeronaves adversárias. Devido aos seus controlos assistidos, o Canadair Sabre tem uma rolagem fantástica que não é ultrapassável pelos outros jatos de topo; apenas os modelos Sabre F. Num mergulho, o CL-13 pode rapidamente afastar-se de muitos aviões que enfrenta em combate, dando aos pilotos os meios para ditar os encontros quando jogados com as suas vantagens. Tal como muitos jatos, o Canadair Sabre comporta-se melhor como parte de uma esquadrilha ou de uma equipe organizada e coordenada. Mantendo pilotos aliados nas proximidades e tendo uma boa consciência situacional irá assegurar um rendimento mais eficaz do CL-13.



O Canadair CL-13 Mk 5 Sabre na História

Canadair CL-13 com marcações da Luftwaffe

O Canadair CL-13 foi essencialmente uma versão de produção sob licença do bem sucedido F-86 Sabre. As ordens iniciais foram aumentadas devido aos desenvolvimentos do conflito na Coreia e muitas nações adoptaram a aeronave após ver o comportamento de ambos os MiG-15 e F-86 em relação às aeronaves já existentes.

A versão Mk 5 incluía muitas funcionalidades modernas dos mais tardios F-86 F, como superfícies de controlo assistidas e o chamado “all-flying tailplane”. Uma grande diferença foi a inclusão do motor Avro Canada Orenda que dava uma maior empuxo e taxa de subida em relação aos equivalentes norte americanos. O CL-13 construiu a base de muitas forças da OTAN na Europa durante os anos de 50 e 60, enquanto outras nações ainda tinham os seus modelos de asa em flecha em desenvolvimento ou com disponibilidade limitada. A produção destas aeronaves foi feita em Montreal, com muitos entregues mais tarde aos EUA para polimentos e colocações, após serem substituídos pelos respetivos operadores.

Assim como a Força Aérea do Canadá, no qual o avião era originalmente destinado, outros operadores foram a Royal Air Force e a Força Aérea Italiana. Após se juntar à OTAN, a Alemanha Ocidental foi rearmada com muitos tipos de aeronaves ocidentais, incluindo o CL-14. A Luftwaffe recebeu 75 CL-13 Mk 5 em 1957, seguindo-se cerca de 200 Mk 6 que foram operados até meados dos anos 60. O CL-13 foi eventualmente substituído pelo F-104 Starfighter, seguido do F-4 Phantom e mais recentemente pelo Panavia Tornado.

Autor: Scott “Smin1080p” Maynard


Numa das futuras atualizações iremos introduzor o emblema do No. 439 Squadron da RCAF ao War Thunder:

Decalque feito por Colin 'Fenris' Muir

Descubra também qual a skin que Armored Kops usa no seu primeiro gameplay do CL-13


A Equipa War Thunder

Ler mais:
Caixa de Ferramentas!
  • 8 abril 2024
Resultados da votação sobre o Road Map
Dê Boas Vindas ao Rei do Norte, a 15ª Temporada do Battle Pass!
  • 22 abril 2024
The Shooting Range #403
  • 22 abril 2024