War Thunder background
Ás do mês de agosto - Tenente de Voo Eric Lock
Atenção! Formato de notícias desatualizado. O conteúdo pode não ser exibido corretamente.
Atenção! Esta notícia foi publicada na versão antiga da página. Pode haver problemas com a mostragem da mesma em certas versões do navegador.


Supermarine Spitfire Mk.Vb (para o Mk.IIb do jogo) que serviu na Royal Air Force em julho de 1941.
camuflagem feita por 
Luckyleprechaun | Download

Este ano celebramos o aniversário de 75 anos de uma das maiores, mais crucial e icônicas batalhas aéreas já travadas: a Batalha de Inglaterra. 18 de agosto - O “Dia Mais Difícil” - ambos os lados sofreram o maior número de baixas em um único dia da campanha apesar do dia 15 de setembro ser reconhecido como o clímax da batalha. Com isso em mente, Ás do Mês irá celebrar dois grandes ases de uma das maiores batalhas aéreas da história dos meses de agosto e setembro...

Eric Lock no seu Spitfire

Eric Lock nasceu em abril de 1919 na rural Shropshire na região central da Inglaterra, no vilarejo de Bayston Hill próximo a Shrewsbury. Os negócios da família eram agricultura e extração de pedras; Educado privadamente, Lock passou grande parte de sua infância imerso em atividades do campo como andar a cavalo. Na adolescência ele experimentou pela primeira vez a aviação, quando seu pai pagou por um curto voo em um circo voador; supostamente o jovem Lock não ficou particularmente impressionado e continuou suas aspirações de seguir os passos de seu pai na fazenda.

Apesar disso, os eventos da época teriam um profundo impacto no futuro de Lock - com a tensão política apontando para hostilidades no final da década de 1930, estava evidente a todos que haveria guerra logo. Lock percebeu que se ele tivesse que ir à guerra, aviação seria o melhor modo de lutar, então ele se alistou nas fileiras da Royal Air Force Volunteer Reserve, uma organização estabelecida em 1936 para suplementar o número da equipe aérea na ocasião da guerra. Quando a guerra começou em setembro de 1939, Lock foi chamado. Ele se sobressaiu durante o voo de treinamento e foi alocado nos caças de assento único, sendo comissionado como Piloto Oficial antes de ser enviado aos esquadrões de linha de frente em maio de 1940: Esquadrão No.41 voando Supermarine Spitfires a partir da RAF Catterick em Yorkshire.

Logo após o começo de sua primeira excursão nas linhas de frente, “Sawn-off Lockie” - um apelido devido à sua baixa estatura - retornou brevemente para se casar. Após retornar ao No.41, ele continuou com a rotina de seu esquadrão de longos dias em espera aguardando as incursões alemãs. Isto era particularmente frustrantes para os pilotos do esquadrão No.41 pois eles estavam isolados no norte como parte do Grupo 13, eles podiam somente observar de longe a batalha da Grã Bretanha sendo travada no sul da Inglaterra. Apesar disso, Lock abateu sua primeira aeronave inimiga em 15 de agosto - um Bf 110 no Mar do Norte.



Camuflagem feita por Luckyleprechaun | Download


Tudo mudou no começo de setembro - o esquadrão No.41 foi rodado para o sul como parte de uma onda de substituições para aliviar os fatigados veteranos que lutaram durante o verão. Agora estacionados na RAF Hornchurch, Lock estava no meio da luta. Dois dias após sua chegada, Lock abateu dois bombardeiros alemães em um único engajamento antes de ser atacado por uma escolta Bf 109. Lock se virou para engajar o caça alemão e após um curto dogfight, ele o abateu. Ao final de sua primeira semana no Grupo 11, Lock possuía nove vitórias aéreas e ele foi premiado a Distinguished Flying Cross. Incrivelmente, ele recebeu uma promoção ao seu DFC apenas três semanas depois de abater 15 aeronaves alemãs em 19 dias.

Rua com o nome de Lock, em comemoração pelas suas conquistas

Em 17 de novembro, Lock decolou para interceptar uma formação de aeronaves inimigas próximo à Clacton - no combate que se seguiu ele abateu dois Bf 109 do JG 54, mas foi atingido por um outro caça alemão. Balas de metralhadoras e canhões atingiram a cabine do Spitfire, atingindo Lock em ambas as pernas e em seu braço direito e, ao mesmo tempo, forçando sua aeronave a acelerar com força máxima. Ele conseguiu voar seu Spitfire de volta a sua base aérea, descendo de 20.000 para 2.000 pés de altitude antes de desligar seu motor para realizar um pouso enquanto planava em Martlesham Heath. Lock ficou preso na cabine por mais ou menos duas horas antes de ser resgatado e carregado por duas milhas por soldados que improvisaram uma maca com seus rifles e casacos. Ele ficaria no hospital até Maio de 1941, necessitando quinze cirurgias individuais para recuperar.

Neste ponto, Lock já havia sido creditado com 23 abates confirmados e 8 prováveis. Mesmo com a entrada atrasada de seu esquadrão na batalha da Grã Bretanha, Eric Lock é amplamente reconhecido como o piloto de caça aliado com o maior número de abates da campanha inteira, apesar de algumas fontes atribuírem tal proeza ao piloto checo Josef František. Lock foi premiado com a Distinguished Service Order por sua contribuição na defesa de sua nação. Em junho de 1941 Lock retornou à cabine para um curso de atualização antes de ser enviado para o esquadrão No.611, voando um Spitfire Mk.V a partir da RAF Hornchurch. Agora promovido para Tenente de Voo, Lock era um comandante de voo para missões ofensivas já que a RAF iniciou operações sobre a França ocupada.


 


Lock não perdeu seu toque - ele abateu três Bf 109 em suas primeiras semanas de volta à ação. Em 3 de agosto ele liderou seu grupo de voo sobre a França e durante uma busca ofensiva de caças. Enquanto retornava à Inglaterra ele contactou seu grupo e os informou que havia avistado uma concentração de soldados inimigos em uma estrada próximo à Calais. A última vez que Lock foi visto foi quando ele quebrou formação para mergulhar e atacar. Seus camaradas perderam de vista seu Spitfire - ele não retornou à formação nem respondeu as chamadas do rádio. Nunca foram encontrados destroços nem o corpo.

Um piloto carismático, Lock voava com um “V” de Vitória em seu Spitfire e usava um colete salva vidas capturado alemão em combate; um piloto ferido se lembrava dele tentando paquerar as enfermeiras enquanto estava se recuperando no hospital. Poucos igualaram o incrível sucesso de Lock em combate em um período de tempo tão curto. Hoje, Shropshire Aero Club no aeródromo de Sleap batizou seu bar em honra de seu herói local: as várias fotos do Tenente de Voo Eric Lock agora observam o aeródromo que é utilizado quase diariamente pela vizinha RAF Shawbury para treinar pilotos de helicópteros de outra geração da RAF, Fleet Air Arm e do British Army Air Corps.


Acerca do autor

     

 

Mark Barber, Consultor Histórico do War Thunder

Mark Barber é um piloto da British Royal Navy's Fleet Air Arm. O seu primeiro livro foi publicado pela Osprey Publishing em 2008; subsequentemente, ele escreveu vários títulos para a Osprey e também publicou artigos para várias revistas, incluindo a revista de aviação 'FlyPast', topo de vendas no Reino Unido. A sua área de interesse principal é a British Naval Aviation nas primeiras e segunda guerras mundiais e o RAF Fighter Command na Segunda Guerra. Ele trabalha atualmente com a Gaijin Entertainment como Historical Consultant, ajudando a gerir a Secção Histórica dos fóruns do War Thunder e liderando a série Áses do Mês.


Numa das futuras atualizações iremos introduzir o emblema do Grupul 9 Vânãtoare ao War Thunder:

 
Decalque feito por Jej 'CharlieFoxtrot' Ortiz

A Equipa War Thunder

Ler mais:
Armored Apex 2024 e prémios exclusivos via Twitch Drops!
O Hunter FGA.9 está disponível pro seu Aniversário de Primeiro Voo!
  • 19 julho 2024
Thunder Show: IT
  • 19 julho 2024
Aniversário do primeiro voo do T-2 Early!